Espanha

Os próximos projetos de Piqué: comprar um clube e criar um torneio novo de futebol

Gerard Piqué tem interesses que vão além de desarmar os adversários, cobrir os laterais e de vez em quando marcar um golzinho de cabeça. A sua empresa Kosmos é sócia do site Player’s Tribune, com textos em primeira pessoa dos atores do esporte, e entrou em polêmica quando gravou o vídeo em que Antoine Griezmann anunciou que rejeitaria a proposta do Barcelona – o clube em que Pique atua. E ele quer mais.

Em entrevista ao jornal francês L’Equipe, disse que tem dois projetos em andamento envolvendo o futebol. “Um é comprar um clube. Desculpa, mas não posso dizer mais do que isso. O outro é criar uma nova competição de futebol ou usar uma que já existe”, disse. Pressionado a dar mais detalhes, o zagueiro se limitou a dizer que “são dois projetos bem legais”.

As ideias de Piqué, 31 anos, descrito pelo executivo-chefe da sua empresa como alguém “cheio de ideais” não fica apenas no futebol. Ele adquiriu também os direitos da Copa Davis, torneio entre países no circuito de tênis. A competição está marcada para novembro do ano que vem e a reformulação conduzida pelo jogador do Barcelona gerou críticas de atletas, como Roger Federer.

O suíço, maior vencedor de torneios Grand Slam da história, afirmou que a Davis não pode virar a Copa Piqué. A ATP, organização dos tenistas masculinos, anunciou a criação de um novo torneio entre equipes, e o próprio Federer promove a Laver Cup, outra competição coletiva.

“Não quero perder tempo com isso. Não é um problema de ego. Quero criar uma grande competição. Não será a Copa Piqué”, afirmou. “Há jogadores a favor do projeto, outros não são, outros não querem dois torneios, tem um pouco de tudo”.

Mostrar mais

Bruno Bonsanti

Como todo aluno da Cásper Líbero que se preze, passou por Rádio Gazeta, Gazeta Esportiva e Portal Terra antes de aterrissar no site que sempre gostou de ler (acredite, ele está falando da Trivela). Acredita que o futebol tem uma capacidade única de causar alegria e tristeza nas mesmas proporções, o que sempre sentiu na pele com os times para os quais torce.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo