ÁfricaEspanhaLa Liga

O goleiro que usa um boneco do Homem-Aranha de amuleto ao lado da trave

A cena se repete a cada partida do Córdoba na segunda divisão do Campeonato Espanhol. Ao lado da meta defendida por Brimah Razak, fica sentado um boneco do Homem-Aranha. O super-herói de grandes reflexos e saltos espetaculares já serviu de inspiração a outros goleiros – como o francês Jérémie Janot, que chegou a vestir a máscara do aracnídeo antes de uma partida com o Saint-Étienne. Mas, no caso do ganês, é um amuleto. Que talvez apareça no Camp Nou ou no Santiago Bernabéu na próxima temporada. Com a ajuda do camisa 1, o Córdoba aparece na vice-liderança da segundona, pronto para o acesso.

VEJA TAMBÉM: Ben-Hatira desafia Bundesliga e veste máscara do Homem-Aranha por garotinho com câncer

O costume curioso de Razak começou há um ano. E justamente na maior competição de sua vida, a Copa Africana de Nações. Titular de Gana no torneio, terminou com o vice-campeonato, perdendo a decisão nos pênaltis para a Costa do Marfim. Justo ele desperdiçou a cobrança decisiva. Ainda assim, resolveu manter o Homem-Aranha do seu lado, porque o significado do herói vai muito além dos resultados. Diz sobre a sua própria família.

“Estava concentrado com a seleção e minha família veio me visitar antes que eu partisse para Guiné Equatorial, onde disputaria a Copa Africana de Nações. Na despedida, dei um abraço em meu filho e ele me entregou com toda a naturalidade o seu boneco, que trouxe de casa. Ele me disse: ‘Leva isso, papai, porque tem muita força e sempre te ajudará’. Nunca vou esquecer essas palavras e eu me motivo sempre que vejo o boneco”, declarou Razak, em entrevista ao Marca.

E o carinho de Brimah Razak com seu filho Nasser já gerou outras cenas inusitadas na Espanha. Na rodada do Natal de 2014, o goleiro vestiu uma touca de vaquinha do menino. Já em sua apresentação ao Córdoba, também deu a primeira entrevista coletiva acompanhado pelo garotinho. “Sempre levarei o boneco toda vez que ele me pedir, apesar que ele nem se lembra mais disso. Faço o que for por ele, tanto que minha esposa diz que é um orgulho ver essa situação entre nós dois”, complementa.

Após defender o Mirandés na temporada passada, Razak retornou ao Córdoba neste ano e tem sido um dos destaques na boa temporada feita pelo time. Só que seu boneco também se tornou motivo de piadas. Na visita ao Almería, por exemplo, o ganês teve que ouvir as piadas da torcida da casa, dizendo que “melhor se contratasse o Batman”. Não adiantou. Vitória por 1 a 0 dos visitantes, com o Cabeça de Teia inspirando seu oitavo jogo sem sofrer gols na campanha.

A cena de Razak na última rodada é mostrada pelo ótimo Lo Que el Ojo No Ve, do programa El Día Después, do Canal+:

nasser

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo