Espanha

Mais um filho de Zidane começa a se destacar no Real. Olha só o golaço de Theo, de apenas 12 anos

O legado de Zinedine Zidane no futebol não se resume à bela história que construiu sobretudo por Real Madrid e seleção francesa. Ou ao estilo de jogo que consagrou e certamente inspira jogadores ainda em atividade. A chance de que o sobrenome Zidane continue aparecendo nas manchetes de futebol pelo mundo todo é grande, já que quatro de seus filhos fazem parte das categorias de base do time madrileno. O terceiro mais velho, Theo, já começa a chamar a atenção do mundo. Especialmente após esse golaço que marcou neste domingo, contra o Espanyol.

VEJA TAMBÉM: Como a Bíblia explica a volta de Torres ao Atlético de Madrid

Aos 12 anos, Theo Zidane atua pelo Infantil B do Real Madrid, mesma equipe em que joga o filho de Cañizares, Lucas, que neste final de semana ficou marcado pelo frango que levou. No Infantil B, Theo é o capitão do time sub-13 madridista. Está nas canteras do clube desde 2010, quando ingressou no sub-9.

Além de Theo, os outros três filhos de Zidane nas categorias de base do Real são Enzo, o mais velho, de 19 anos, que recentemente fez sua estreia pelo Real Madrid Castilla, equipe B merengue, Luca, de 16 anos e goleiro do Juveníl B, time sub-17, e Elyaz, de 9 anos, parte do Benjamin A, equipe sub-9.

Apesar de mostrar levar jeito com a bola e até mesmo lembrar um pouco o estilo do pai, Enzo, já com 19 anos, tem menos destaque do que esperaríamos a essa altura. Ainda pode se tornar um bom jogador, mas talvez nada perto de relembrar os feitos do pai. Agora Theo, Luca e Elyaz têm tempo de sobra de se desenvolverem e se tornarem potenciais craques em suas respectivas posições. Lidar com a pressão de ser filho de um dos maiores jogadores da história não é fácil, então essa garotada precisará ter a cabeça no lugar para que possa crescer. Se um deles chegar a 50% do que foi o pai, o futebol já agradece.

Mostrar mais

Leo Escudeiro

Apaixonado pela estética em torno do futebol tanto quanto pelo esporte em si. Formado em jornalismo pela Cásper Líbero, com pós-graduação em futebol pela Universidade Trivela (alerta de piada, não temos curso). Respeita o passado do esporte, mas quer é saber do futuro (“interesse eterno pelo futebol moderno!”).

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo