BrasilLa Liga

Você está ficando velho: aquele vídeo do Ronaldinho acertando o travessão completa 10 anos

Todo mundo se espantou com o vídeo de Ronaldinho na época. Será verdade? Não, não é possível, deve ser armação. Tornou-se assunto em qualquer lugar, na escola, no trabalho, na pelada, na televisão. O melhor do mundo calçava suas chuteiras novas e começava a brincar com a bola durante o treino do Barcelona. Uma, duas, três, quatro chutes no travessão. E a bola voltava mansa, obediente para os pés do camisa 10. Um clássico que completa 10 anos de lançamento.

Dá para dizer que aquele foi o primeiro “viral” da história do Youtube. O primeiro vídeo a superar a incrível marca de um milhão de visualizações – o que, hoje, parece balela, diante dos 2,4 bilhões do clipe de Gagnam Style, por exemplo. Depois daquela filmagem, vieram muitos outros parecidos, ou inovando sobre aquilo. E, revendo, diante de todas as modernizações às quais nos acostumamos, dá até para dizer que os efeitos não são tão bem feitos assim. É a mesma sensação daquele que dizia em 1998 “nossa, o Ronaldo Fenômeno e o Roberto Carlos estão igualzinhos no videogame!” e hoje vai rever os gráficos tétricos.

Diante do aniversário do clássico vídeo, a Nike resolveu relança-lo, remasterizado. Vale rever e relembrar os velhos tempos.

Ah, e para quem gosta de histórias de futebol, um conto verídico (narrado por George Best) que tem a ver com as bolas no travessão de Ronaldinho: O dia em que o velho Puskás provou que sua barriga era muito menor que seu talento

Atualização em 2 de setembro:

Aproveitando o aniversário do famoso vídeo da trave, a Nike fez uma nova versão. Menos espetacular, mas mais realista.

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo