La Liga

Quem o Barcelona deveria contratar para o lugar de Neymar? Veja algumas opções

Perder um jogador como Neymar é terrível para qualquer time e é para o Barcelona. Neymar é um dos melhores jogadores do mundo e com Luis Suárez e Lionel Messi, com quem estava entrosado, formava um trio de ataque dos melhores que já se viu. Mas a vida segue e, com os € 222 milhões que devem entrar na conta do clube catalão, será preciso contratar alguém. Então, quem trazer?

LEIA TAMBÉM: O réquiem de um ataque encantador: Messi, Suárez e Neymar

É uma tarefa difícil: todos os times sabem que você terá dinheiro e precisa de um jogador, então a tendência é pedir alto. Por isso, colocamos aqui uma lista de jogadores que estiveram entre os especulados e outros que consideramos bons jogadores. É claro que não significa que o Barcelona irá atrás de algum deles (embora seja provável) e pode ser que busquem até alguém que não está nessa lista.

São diferentes tipos de jogadores e de contratações. Por isso, separamos em algumas categorias:

Sonho: Philippe Coutinho
Coutinho, do Liverpool (Photo by Jan Kruger/Getty Images)
Coutinho, do Liverpool (Photo by Jan Kruger/Getty Images)

Liverpool
Brasileiro
25 anos
Meia ofensivo; ponta direita; ponta esquerda

O nome mais falado entre todos. Coutinho seria uma reposição perfeita em todos os aspectos. Em termos táticos, Coutinho pode atuar exatamente na posição de Neymar, aberto pelo lado esquerdo, é criativo, habilidoso e pode ser adaptado a jogar em um meio-campo, com um atacante pelo lado, em momentos que o time quiser ser mais ofensivo. Tem a mesma idade de Neymar, 25 anos, com potencial similar ao do compatriota.

Tudo isso é ótimo, mas o problema é que o Liverpool não quer vender. Mais do que isso: não precisa. O time tem dinheiro e vive, nesta janela, o problema que o Barcelona viverá: quer contratar, mas os clubes não querem vender e pedem valores muito altos. Especulou-se que o Barcelona chegou a € 80 milhões, mas é um valor insuficiente neste mercado atual que paga € 65 milhões por Álvaro Morata e € 53 milhões por Alexandre Lacazette.

É valor parecido com o que o próprio Liverpool ofereceu por Nabil Keita, do RB Leipzig, que não quis vender.  Por isso, é bastante improvável que o Liverpool ceda ao Barcelona, até porque sequer há cláusula de rescisão no contrato de Coutinho. Portanto, seria preciso um acordo e uma oferta absolutamente enorme, talvez mais de € 150 milhões. E isso é bem improvável.

Contratação midiática: Kylie Mbappé
Kylian Mbappé (Foto: Getty Images)
Kylian Mbappé (Foto: Getty Images)

Monaco
Francês
18 anos
Atacante; ponta direita; ponta esquerda

O nome que ganhou as manchetes na última edição da Champions League pelo Monaco e se tornou um dos mais desejados do mercado. Especula-se que o Manchester City e o Real Madrid estão tentando contratá-lo. Ele é mais atacante centralizado do que ponta, o que, taticamente, seria um problema. Porém, pode ser adaptado para jogar por ali, contato que o time consiga uma forma de se defender melhor – ou que ele faça o papel de Neymar em recompor pelos lados.

Trazer Mbappé é altamente improvável, por diversos motivos. O primeiro deles é o preço. Os € 180 milhões que se especulou que o Real Madrid, supostamente, queria pagar não convenceram o Monaco. Seria preciso praticamente usar todo o dinheiro ganho com Neymar para isso e, além de tudo, é uma aposta. Tudo indica que ele será um grande jogador, mas com 18 anos e só uma temporada de destaque no currículo, é sempre um risco. E um risco que custe quase € 200 milhões é complicado. Se é que o Monaco aceita vencer por € 200 milhões (provavelmente sim).

A contratação de Mbappé seria mais midiática do que uma reposição a Neymar, não só por serem jogadores diferentes, mas por estarem em estágios muito diferentes. Seria uma forma de dar um tapa na cara do Real Madrid na disputa por uma contratação, mas também apostar em um jogador que ainda está muito no início e seria mais para o futuro, sem uma certeza de presente. É o nome do momento e, por isso, seria uma resposta de força midiática enorme.

Aposta: Ousmane Dembélé
Dembélé, do Borussia Dortmund (Foto: Getty Images)
Dembélé, do Borussia Dortmund (Foto: Getty Images)

Borussia Dortmund
Francês
20 anos
Ponta direita; ponta direita; meia ofensivo

Outro nome que foi bastante especulado no Barcelona nos últimos dias, Ousmane Dembélé provou no Borussia Dortmund que tem talento, como mostrava nos tempos de Rennes. Canhoto, habilidoso, se tornou um dos melhores jogadores do clube aurinegro na temporada que terminou em maio. É jovem, rápido, habilidoso e está melhorando na finalização. Tem um potencial imenso. Porém, tem um problema: o Dortmund não está disposto a vendê-lo. Mais do que isso: as especulações foram a ponto do próprio jogador dar entrevistas rechaçando a possibilidade. Ou seja: é bem difícil tirar o jovem francês do Dortmund.

Realidade: Ángel Di María
Di María, do PSG (Foto: Getty Images)
Di María, do PSG (Foto: Getty Images)

Paris Saint-Germain
Argentino
29 anos
Ponta direita; ponta esquerda; meia ofensivo

Um dos melhore jogadores argentinos no momento, Di Maria é uma estrela do PSG, depois de sua passagem frustrada pelo Manchester United. É um jogador de talento e inteligência e poderia ser muito útil ao Barcelona atuando por um dos lados do campo, inclusive fazendo o trabalho sujo que Lionel Messi e Luis Suárez não precisam fazer, recompondo e até formando um trio de meio-campo, atuando mais pelo lado esquerdo, como fazia na época de Real Madrid para permitir que o ataque de Bale, Benzema e Cristiano Ronaldo jogasse.

Com o PSG precisando vender jogadores por causa do Fair Play Financeiro, deve ficar disponível por um valor não tão alto (nesse padrão maluco do mercado atual, evidentemente). Isso, claro, se o PSG quiser liberá-lo para o Barcelona. Porque se quiser vendê-lo, não deve faltar mercado ao argentino e o clube francês irá querer a melhor oferta possível pelo seu camisa 11.

Cumpridor: Lorenzo Insigne
Insigne comemora um golaço pelo Napoli (AP Photo/Salvatore Laporta)
Insigne comemora um golaço pelo Napoli (AP Photo/Salvatore Laporta)

Napoli
Italiano
26 anos
Ponta esquerda; segundo atacante; meia ofensivo

Uma opção provavelmente bem mais barata, Lorenzo Insigne é um jogador que passa longe de ser um craque como Neymar, mas é um excelente cumpridor. Bom tecnicamente, habilidoso, rápido e muito esforçado, o italiano é um baixinho que faz muita diferença pelo Napoli de Maurizio Sarri, seja pela movimentação, seja pelos belos chutes de fora da área, ou mesmo pelas jogadas habilidosas pelas pontas.

Taticamente ele seria um encaixe perfeito para o que Neymar fazia: aberto pela esquerda. Pesa contra ele que não tem um grande nome, algo que times do tamanho do Barcelona gostam, e também que é um jogador que não parece ter muito para onde evoluir: é um bom jogador e jamais será um craque. Não é uma estrela internacional, mesmo sendo um ótimo jogador. O lado positivo é que provavelmente custaria bem menos. Uma transferência também improvável – mas o que não é nesse mercado, não é mesmo?

Superestrela: Antoine Griezmann
Griezmann, do Atlético de Madrid (Foto: Getty Images)
Griezmann, do Atlético de Madrid (Foto: Getty Images)

Atlético de Madrid
Francês
26 anos
Atacante; ponta direita; ponta esquerda

O principal jogador do Atlético de Madrid, um dos melhores jogadores do mundo, conhece bem o Campeonato Espanhol e ainda seria uma contratação que mostraria força. Os problemas começam porque o Atlético de Madrid não quer vender. Principalmente se for para um rival local. Mais ainda porque não pode contratar ninguém nesta janela, só em janeiro. Ou seja: não há qualquer motivo para o Atlético de Madrid querer ir adiante neste negócio. Além disso, Griezmann faria uma troca arriscada, saindo de um clube para ser traidor em outro, que é um rival no Campeonato Espanhol.

Além de tudo isso, ainda há um problema tático: Griezmann muitas vezes é o principal jogador do ataque do Atlético de Madrid, atuando ou como centroavante, se movimentando, ou como segundo atacante, logo atrás de um centroavante típico. Ele já atuou pelas pontas, é verdade, e pode fazer esse papel como fez na Real Sociedad, na seleção francesa e até no Atlético. Em um Barcelona que já é tão desequilibrado defensivamente, talvez fosse um problema. Isso se fosse possível contratá-lo, o que não parece o caso.

Pulo do Gato: Julian Brandt
Julian Brandt, destaque do Bayer Leverkusen e que já está na seleção alemã
Julian Brandt, destaque do Bayer Leverkusen e que já está na seleção alemã

Bayer Leverkusen
Alemão
21 anos
Ponta esquerda; ponta direita; meia ofensivo

Para quem busca um bom jogador sem precisar pagar uma fortuna e com um potencial imenso, essa é a aposta. Julian Brandt é um jogador muito promissor da nova geração alemã, que, aliás, esteve no Brasil nos Jogos Olímpicos e na Copa das Confederações deste ano, na Rússia. Joga como ponta pela esquerda, pela direita e também como meia central. Se encaixa na posição que Neymar jogava, tem talento, é jovem e é um dos candidatos a próxima estrela do futebol mundial.

Seria uma contratação menos midiática, mas tecnicamente muito boa e, provavelmente, por um valor bem mais baixo que os demais. Com uma proposta de € 40 milhões, por exemplo, é possível que o Barcelona seduzisse Brandt a trocar Leverkusen por Barcelona. Por isso, seria uma contratação mais com cara de pulo do gato: pegar um bom jogador jovem a um bom preço em um mercado maluco.

Solução caseira: Gerard Deulofeu
Deulofeu, do Barcelona (Foto: Getty Images)
Deulofeu, do Barcelona (Foto: Getty Images)

Barcelona
Espanhol
23 anos
Ponta direita; ponta esquerda

O Barcelona exerceu a cláusula de recompra de Gerard Deulofeu nesta janela de transferências, depois de seis meses muito bons do atacante pelo Milan, emprestado pelo Everton. Teve ótimas momentos no time inglês, até cair na reserva e ser emprestado ao time da Itália. Por lá, brilhou, voltou à seleção e disputou o último Europeu sub-21 (que, na sua fase final, é sub-23, já que o limite de idade é estabelecido nas eliminatórias, dois anos antes).

É um jogador que surgiu com potencial no Barcelona, mas queria ser uma estrela cedo demais e sem mostrar futebol para isso. Acabou no Everton, primeiro por empréstimo, depois em definitivo, e já teve muitos altos e baixos na carreira. Tem anos 23 anos e continua sendo um jogador de potencial.

Se mostrar o futebol que apresentava no Milan, pode ser um jogador útil ao Barcelona e, diante da chance que se apresenta com a saída de Neymar, pode mostrar se o seu talento pode ser de um coadjuvante deste time do Barcelona. Seria, porém, uma queda de nível técnico grande em relação a Neymar, além da desconfiança da torcida depois de surgir como um dos craques de La Masia, mas sem se confirmar.

E aí, gostou das opções? Gostaria de ver algum outro nome? Sugira nos comentários.

Mostrar mais

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!) desde as transmissões da Band. Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo