La Liga

Chuteira de Ouro pela 5ª vez, Messi diz: “Amo futebol, mas nunca imaginei tanto”

Lionel Messi foi mais uma vez o maior artilheiro da Europa na temporada 2017/18, com 34 gols, e recebeu nesta terça-feira o prêmio Chuteira de Ouro pelo feito. Nem é uma novidade: foi a quinta vez que o jogador do Barcelona ficou com o troféu (2009/10, 2011/12, 2012/13, 2016/17, 2017/18). Ao receber a premiação, o jogador mostrou humildade, elogiou o clube e seus companheiros e valorizou se cuidar para manter a boa forma física e técnica.

LEIA TAMBÉM: O estalo divinal de Messi fez um jogo difícil ao Barcelona se transformar em passeio

Messi não esteve entre os três melhores em nenhuma das premiações individuais desta temporada. Os prêmios da Uefa, da Fifa (The Best) e a Bola de Ouro foram vencidos por Luka Modric, do Real Madrid. O peso da Copa foi grande, com a Argentina de Messi eliminada ainda nas oitavas de final, apesar de ele ter tido boa participação no jogo. Seu desempenho pelo Barcelona foi bom individualmente e o time foi campeão espanhol com sobras. Na Champions, porém, caiu nas quartas de final para a Roma.

Tudo isso não parece ter tirado a motivação de Lionel Messi. Na temporada passada, Messi marcou 34 gols na liga espanhola, o que o levou à premiação. A Chuteira de Ouro só conta os gols por ligas nacionais. Contanto todas as competições, Messi fez 54 jogos e marcou 45 gols, algo realmente impressionante. Nesta temporada, o camisa 10 assumiu a braçadeira de capitão, substituindo Andrés Iniesta, e o seu desempenho é espetacular, muito além dos números, que também são bons: são 20 gols em 19 jogos, além de 12 assistências. São 14 gols só na liga espanhola, em 14 jogos. Ele tem sido crucial para que o Barcelona consiga resultados em jogos que têm sido mais complicados do que os placares indicam.

“Na verdade, eu não esperava tudo isso quando comecei. Meu sonho era ser profissional e triunfar. O que amo é o futebol, mas nunca imaginei tanto. O que eu amo é o futebol, mas nunca imaginei tanto. É fruto do trabalho, do esforço. Tenho os melhores do mundo em suas posições e estou na melhor equipe do mundo e assim é tudo mais fácil para conseguir os objetivos como outros companheiros de equipe também conseguiram”, afirmou Messi, lembrando que Luis Suárez venceu a Chuteira de Ouro em 2016.

“Graças a Deus, estou bem no estádio anímico e no físico. Os anos vão passando e tento seguir me cuidando. Agora mais, porque as partidas são cada vez mais contínuas. Há pouco tempo de descanso e eu gosto de trabalhar para que isso continue assim”, explicou o camisa 10 do Barcelona, de 31 anos.

Perguntado sobre o Lyon, adversário do Barcelona nas oitavas de final da Champions League, Messi foi, como sempre, bastante ponderado. “Complicado como todas as partidas da Champions League. Podemos dizer que por nome não era dos mais fortes, mas se começa a ver os jogadores, vai ser complicado. Jogou de igual para igual com o Manchester City, é uma equipe que vai ser difícil. Está longe. Até fevereiro falta muito, mas desde agora sabemos que será um duelo complicado. Não apenas temos Umtiti para que nos informem. Temos muitos franceses, também Malcom e a comissão técnica para que nos deem boas informações”, analisou o capitão do Barcelona.

Mostrar mais

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!) desde as transmissões da Band. Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo