O primeiro jogo da Espanha desde a saída de Luis Enrique começou com um minuto de silêncio – pouco respeitado por parte da torcida romena – em homenagem à filha de apenas nove anos do ex-treinador da seleção e do Barcelona, cuja doença custou sua vida e o levou a pedir demissão. Em campo, seu auxiliar Robert Moreno estreou com tudo para vencer a Romênia, por 2 a 1, embora tenha sofrido sérios sustos nos minutos finais da quinta rodada das Eliminatórias para a Eurocopa de 2020.

Com menos de um minuto, Jesus Navas, jogando de lateral direito, colocou Paco Alcácer na cara do gol. Tatarusanu saiu bem para abafar. Pouco depois, foi a vez de Fabián Ruiz deixar Alcácer em ótima posição pela direita. Tatarusanu fez linda defesa para espalmar a escanteio. Fez o mesmo com a cabeçada à queima-roupa de Sergio Ramos e com a batida de primeira de Jordi Alba, na segunda trave. Tudo isso antes dos 13 minutos. A Espanha havia criado quatro chances claríssimas de gol e não marcara apenas por causa da excelência do goleiro romeno.

Mas não tem muito o que um goleiro pode fazer quando seu defensor, no caso Ionu Nedelcearu, pisa no pé do meia do adversário, no caso Dani Ceballos, dentro da área. Sergio Ramos cobrou bem o pênalti e fez 1 a 0 para a Espanha. Tatarusanu terminou o primeiro tempo dando sequência à sua atuação de gala, com outras duas defesas de puro reflexo em batidas de Rodrigo e Alcácer de dentro da grande área.

Assim que o segundo tempo começou, a Espanha havia teoricamente matado o jogo quando Ceballos deu um lindo passe com a parte de fora do pé para Alba, que apenas rolou para Alcácer fazer o segundo gol. No entanto, a defesa vacilou. Romario Benzar cruzou da direita para a segunda trave, George Puscas cabeceou para o meio da pequena área e Florin Andone, que havia acabado de entrar em campo, descontou para os donos da casa.

A partida ainda assim seguia relativamente bem controlada pela Espanha até Diego Llorente trocar uma chance clara e manifesta de gol pela expulsão. Puscas entrava livre na área quando foi derrubado pelo jogador da Real Sociedad. Levou o vermelho direto. E a Romênia teve mais de dez minutos para buscar o gol de empate com um homem a mais.

Não o encontrou por muito pouco porque Kepa fez uma linda defesa nos minutos finais, quando Ianis Hagi cruzou da direita, e Puscas cabeceou na segunda trave. A Espanha chegou a cinco vitórias em cinco rodadas. A Romênia está em quarto lugar no grupo, com dois triunfos, um empate e duas derrotas. A Suécia, que goleou Ilhas Faroe por 4 a 0, ocupa a segunda posição, seguida pela Noruega, que bateu Malta, por 2 a 0.