Não foi o dia de Björn Engels. Embora o zagueiro belga de 25 anos do Aston Villa tenha feito um gol, ele também cometeu um pênalti e uma falha crucial aos 49 minutos do segundo tempo que permitiu a Son Heung-Min marcar o gol da sofrida vitória do Tottenham por 3 a 2, neste domingo, no Villa Park.

Este Tottenham de José Mourinho gosta de uma emoção e não deve ter ficado decepcionado com o duelo de cinco gols cheio de oscilações, vilões, heróis e grandes defesas de Pepe Reina, goleiro do Aston Villa que está de volta ao futebol inglês.

Logo aos nove minutos, o Aston Villa abriu o placar. Anwar El Ghazi cruzou da direita, e Toby Alderweireld tentou o corte antes e a bola chegar a Mbwana Samatta e acabou marcando um gol contra.

O Villa era perigoso, invariavelmente liderado pro Jack Grealish, que soltou a perna direita do bico da grande área, bem perto da trave esquerda de Lloris, e depois fez uma linda jogada individual até rolar para Douglas Luiz bater de frente para o gol, mas o desvio da defesa impediu o segundo dos anfitriões.

Samatta cabeceou ameaçadoramente outro cruzamento de El Ghazi, fazendo a festa na ponta direita, e Matt Targett deixou Grealish na cara de Lloris, mas, em vez de chutar, ele preferiu o passe para Samatta, e Eric Dier estava esperto para fazer o corte.

Vilão no primeiro gol do Villa, herói do empate, Alderweireld ficou com a sobra de um bate e rebate após cobrança de escanteio, girou enchendo o pé e marcou o primeiro gol do Tottenham, aos 28 minutos.

Os Spurs intensificaram a reação, e o bonito passe de Son deixou Dele Alli livre pela ponta direita. Ele invadiu a área em diagonal e, quando chegou a hora de superar Reina, tentou fazê-lo com a parte de fora do pé, mas não botou efeito suficiente na bola.

Perto do intervalo, Björn Engels derrubou Steven Bergwijn dentro da área, pênalti anotado com o auxílio do assistente de vídeo. Son abordou a bola com hesitação e telegrafou a batida, defendida por Reina. Mas, rápido que só ele, chegou antes no rebote e colocou o Tottenham à frente no placar.

Vilão no pênalti do segundo gol do Tottenham, herói do empate, Engels subiu bem alto para completar de cabeça o escanteio cobrado por Jack Grealish, aos oito minutos do segundo tempo.

O Tottenham teve um bom momento dali em diante e não conseguiu garantir a vitória antes por causa de uma série de defesas de Pepe Reina, como, aos 15, após Son deixar a marcação para trás no domínio e emendar um forte chute de perna direita.

Lucas Moura arrancou do campo de defesa e tocou fora do alcance de Ezri Konsa que, pelo menos, conseguiu se recuperar a tempo de desarmar Dele Alli. Mais perto do fim, Son fez boa jogada pela esquerda, abriu em direção à linha de fundo e bateu cruzado, para outra boa defesa de Reina.

Na cobrança de escanteio, Borja Bastón não conseguiu afastar, e Son pegou de frente para o gol, mas seu chute rasteiro parou em Reina, que também defendeu a batida cruzada de Lo Celso, aos 47 minutos do segundo tempo.

Herói no empate do Aston Villa, vilão da derrota, Engels estava de frente para o chutão da defesa do Tottenham, mas furou a tentativa de devolvê-lo. Son recolheu, avançou e tocou na saída de Reina para dar uma importante vitória ao Tottenham, que assume a quinta posição e está a apenas um ponto do Chelsea, quarto colocado que enfrenta o Manchester United nesta segunda-feira.

.

.

Classificações Sofascore Resultados

.