A expectativa para a temporada 2009 da Premier Liga russa era alta. Afinal, o país vive um dos melhores momentos no futebol como há tempos não se via, com a seleção em alta e os clubes disputando títulos europeus e contratando grandes jogadores. As primeira rodadas do Campeonato Russo, porém, tem superado o previsto.

Depois de sete rodadas disputadas, a diferença do líder Rubin Kazan para o sétimo colocado Rostov é de apenas dois pontos. Com 14, o atual campeão lidera empatado com o Moskva e à frente de CSKA (13), Krylya Sovetov (13), Dynamo Moscou (12), Zenit St. Petersburg (12) e o Rostov (12). Considerando, ainda, que equipes grandes como Spartak Moscou e Lokomotiv ainda estão se acertando, a competição tem tudo para melhorar.

A última rodada foi uma prova disso. No clássico moscovita da rodada, o Dynamo bateu o Spartak por 2 a 0, no estádio Luzhniki, e mostrou que realmente será um duro opositor até o final da competição. O técnico Andrey Kobelev, definitivamente, acertou a mão com a equipe, que tem no atacante Alexandr Kerzhakov o principal destaque nesse início – a imprensa russa, por sinal, tem clamado ao técnico Guus Hiddink pelo retorno do jogador à seleção.

Já nos subúrbios da capital, o Rubin mostrou sua força novamente ao humilhar o Saturn por 5 a 0. Se existiam dúvidas sobre a real capacidade da equipe em lutar pelo bicampeonato, aos poucos elas vão sumindo.

O time de Kazan tem se aproveitado, também, da ótima forma do atacante argentino Alejandro Domínguez. Sem espaço no Zenit, ele trocou de ares nesta temporada e a mudança, claramente, lhe fez muito bem. Domínguez é o artilheiro da Premier Liga com cinco gols em sete jogos. “Algumas pessoas estão surpresas com minha atual forma. No entanto, ainda não estou no auge, mas pode ser classificada como boa. Tinha mais um ano de contrato com o Zenit e tenho que agradecer as pessoas em São Petersburgo, que entenderam minha situação e permitiram a troca para Kazan”, diz o jogador.

O Zenit, porém, está sentindo falta de um maior poderio ofensivo. Com apenas Pogrebnyak e Tekke como opções de atacantes, o técnico Dick Advocaat tem encontrado diversas dificuldades para mudar o estilo de jogo ou mesmo surpreender os adversários. Tanto que neste final de semana o Zenit caiu para o Rostov, fora de casa, por 2 a 1, de virada, com dois gols marcados nos últimos dez minutos.

Considerando que a equipe ainda vai perder o capitão e líder do meio campo Anatoliy Tymoschuk em junho, e que a diretoria não pretende trazer reforços, o sinal está amarelo para o clube.

E diferentemente do Zenit, quem está em ascensão é o CSKA Moscou. Após a eliminação na Copa Uefa para o Shakhtar Donetsk, houve um momento de baixa na equipe. Para complicar, Vagner Love se lesionou e ficou quase um mês fora.

No domingo tudo isso foi chutado para longe e o técnico Zico voltou a respirar aliviado. Em Sâmara, o CSKA conquistou uma dura e importante vitória sobre o Krylya Sovetov. Foi o retorno de Love aos gramados, que marcou o segundo gol.

Enfim, se a Premier Liga já está boa, tende a ficar melhor ainda com o decorrer das rodadas.