Florent Malouda vive um exílio no Chelsea. O meia francês disputou seu último jogo oficial pelo clube em maio e, desde o início da temporada, treina com as categorias de base, após não ser inscrito na Premier League. Comentando sua situação, o francês questionou a postura dos dirigentes em não liberá-lo.

“Os detalhes eu explicarei quando estiver livre, mas a estratégia deles é me fazer parecer um jogador que procura uma compensação substancial. É insignificante, mas isso me faz rir, porque mostra como essas pessoas me consideram. É muito tempo ser excluído por um ano. Você precisa ser forte mentalmente”, declarou.

Malouda chegou a tentar sua liberação para atuar no Brasil, com Botafogo e Santos se aproximando do jogador. No entanto, a recusa do Chelsea em finalizar o contrato do veterano impediu o negócio. Com vínculo até o final desta temporada, o meio-campista tem salário anual estimado em € 4 milhões.