Clássicos são momentos especiais no futebol. São jogos que valem por si, acima de tabela, da situação e de tudo que veio antes e do que virá depois. Mas é claro que os jogadores sabem que precisam levar em consideração todo o contexto. Emre Can, meio-campista do Liverpool, entende o tamanho da rivalidade, do quanto é importante ter um bom desempenho nesse jogo, além da importância de vencer para somar pontos na tabela. Os dois times precisam de vitória para melhorar a situação e a busca por uma das vagas na Champions League.

LEIA TAMBÉM: Antes do primeiro clássico com o United, Klopp deu uma de suas entrevistas mais inspiradas

“Eu conheço a rivalidade. Eu sei o placar”, contou Can. “Quando eu estou saindo pela cidade, as pessoas vem me dizer sobre a rivalidade. Eles dizem que em Manchester não é bom falar do Liverpool e em Liverpool não é bom falar sobre o Manchester United”, declarou o jogador na entrevista coletiva antes do jogo entre os dois, neste domingo.

“Todo mundo no mundo sabe sobre o quanto é um jogo grande, Liverpool contra Manchester United, e a rivalidade está aí. Na Alemanha, é como Schalke contra Borussia Dortmund”, disse o alemão, que usou a mesma analogia do clássico alemão que o técnico do Liverpool, Jürgen Klopp, familiar com o jogo pelo lado do Dortmund.

“Nós iremos dar o nosso melhor. O Liverpool é um grande clube e nós devemos estar entre os quatro primeiros e definitivamente é esse o nosso objetivo”, afirmou o jogador.

Meio-campista de origem, ele chegou a jogar como um terceiro zagueiro no esquema montado por Brendan Rodgers nos Reds, mas sempre deixou claro que preferia atuar no meio-campo, onde chegou a ser camisa 10 do Bayer Leverkusen, clube pelo qual se destacou e foi contratado pelo Liverpool. O novo técnico, Klopp, tem apostado muito mais no jogador na sua formação de meio-campo.

“Me sinto em casa no meio-campo”, contou Can. “Esta é a minha principal posição. Uma das minhas qualidades é ser capaz de manter a bola, ir à frente e controlar o jogo. É o que eu gosto de fazer”, explicou o jogador, que veste a camisa 23 do Liverpool.

Can, claro, elogiou Klopp e o seu jeito que o transforma em um personagem carismático. “Todo mundo sabe que Klopp é muito, muito emocional. É simples: ele vive o futebol. Ele ama o futebol. Ele nunca irá mudar. É o jeito que ele é. Ser apaixonado sobre futebol é o melhor caminho”, comentou o jogador, que ainda defendeu o técnico de acusações que seus métodos estariam causando lesões no clube.

“Eu li nos jornais que muitas lesões foram causadas pelo ‘treinamento muito intensivo’. Isso não tem sentido”, afirmou o meio-campista alemão. “Nós não estamos treinando entre os jogos neste período de calendário cheio. Muito do tempo nós estamos nos recuperando entre os jogos”, ele afirmou.

Neste domingo, em Anfield Road, o Liverpool precisa da vitória contra um Manchester United muito pressionado, ainda que melhor na tabela que os Reds. O jogo começa às 12h (horário de Brasília) e terá transmissão da ESPN Brasil. Confira a programação de TV completa do fim de semana.