França e Alemanha empataram no Stade de France lotado, neste sábado, por 0 a 0. O resultado ao contrário que possa parecer à primeira vista, agradou às duas equipes.

Os franceses jogaram desfalcados de Zinedine Zidane e, de última hora, de Patrick Vieira, além de estarem cansados da longa viagem de volta da Martinica, onde na quinta-feira enfrentaram a Costa Rica.

Mesmo assim, os franceses souberam conter a forte pressão imposta pelos alemães, que precisavam da vitória para acabar com o tabu que persiste desde 2000, ano da última vitória sobre uma das principais seleções do planeta (a Inglaterra, em Wembley).

A boa atuação do time comandado por Jürgen Klinsmann, bastante criticado no país por suas atuações inconsistentes, desta vez convenceu.