A Espanha tinha um compromisso bastante tranquilo pelas Eliminatórias da Eurocopa. Malta é um país sem muita força no futebol, embora haja sim tradição do esporte no país, herdada de italianos e ingleses. Os espanhóis levaram a campo um time cheio de reservas e um deles aproveitou a chance para marcar dois gols. Álvaro Morata tenta recuperar o seu futebol no Atlético de Madrid depois de passagem apagada pelo Chelsea e, titular nesta terça, foi o autor de dois gols em um jogo sem lá muita empolgação, vitória da Espanha por 2 a 0.

LEIA TAMBÉM: Quagliarella leva boa fase na Samp para Itália e vira goleador mais velho da história da Azzurra

Luis Enrique escalou um time cheio de novidades. O goleiro foi Kepa Arrizabalaga, do Chelsea, com uma defesa formada por Sergi Roberto, Sergio Ramos, Hermoso e Gayà; Saúl ñíguez, Rodri e Canales no meio-campo; o ataque com Marco Asensio, Álvaro Morata e Bernat – sim, o lateral esquerdo, escalado nessa posição.

Como acontece muitas vezes nesses casos, a Espanha não se mostrou muito empolgada diante de Malta e nem era muito desafiada, o que não deixava o time lá tão ligado. O baixo número de gols do jogo teve muito mais a ver com isso do que com uma boa atuação maltesa. Morata marcou um gol em cada tempo. Aos 31 minutos, Morata recebeu na esquerda e bateu por baixo do goleiro para marcar 1 a 0.

No segundo tempo, Morata foi o autor do gol que selou a vitória aos 34 minutos, depois de completar de cabeça um cruzamento do ponta Jesús Navas, que entrou no segundo tempo no lugar de Saúl. Livre, dentro da área, Morata subiu para marcar 2 a 0 e fechar a conta de um jogo que mal teve disputa. A Espanha terminou com 80% de posse de bola, segundo o site da Uefa. Um domínio que é territorial e da bola. Foram 23 chutes a gol, com sete deles acertando o alvo.

A Espanha está no Grupo F, tem seis pontos, contra quatro da Suécia, três de Romênia e Malta e um da Noruega. Ilhas Faroe, lanterna, não marcou pontos. A Finlândia ainda não marcou gols. No dia 7 de junho, a Espanha volta a campo pelas Eliminatórias da Eurocopa contra o adversário mais fraco do grupo, as Ilhas Faroe, fora de casa.