A mudança de nome da Amsterdam Arena, rebatizada como Johan Cruijff Arena, se tornou o primeiro sinal concreto do reconhecimento de seu legado no clube. A mudança precisou ser aprovada pela diretoria da agremiação, pela administração do estádio e pela prefeitura, mas não demorou a ser anunciada, celebrando o dia em que o gênio completaria 70 anos. Ideia posta em prática, logo a torcida dos Godenzonen se mobilizou para prestar outro tributo à lenda da camisa 14. Em breve, também haverá uma estátua de bronze do velho ídolo bem em frente ao estádio.

Com apenas três meses, os torcedores do Ajax arrecadaram €75 mil para a criação da estátua de Cruijff. Fizeram uma campanha online, além de “passarem o chapéu” nas arquibancadas durante o duelo contra o AZ, realizado na arena em 7 de outubro. Mobilização justa para reconhecer aquele que definitivamente botou o clube no mapa do futebol mundial, tricampeão da Copa dos Campeões, e fez um pouco mais em seu retorno como técnico. A identidade dos Godenzonen depende diretamente do filho da faxineira que cresceu nos corredores da equipe.

“Estamos muito orgulhosos que muitos torcedores tenham doado para a estátua de Cruijff, o melhor jogador que o Ajax e a Holanda já tiveram. Estamos também impressionados pela maneira como o dinheiro foi arrecadado rapidamente. O objetivo de apresentar a estátua em duas temporadas certamente será cumprido”, declarou Herjan Pullen, porta-voz do grupo responsável pela arrecadação. Ainda estão sendo realizadas conversas com artistas para decidir quem produzirá a obra. O mito se tornará ainda mais eterno.