Em time de Robinho e Gabriel, quem brilhou no clássico foi Lucas Lima

Com dois belos passes, meia criou dois gols para o Santos ainda no primeiro tempo e ajudou a vitória do time da baixada

A grande estrela do Santos é Robinho, que voltou do futebol europeu para o Peixe e se tornou a principal figura do time rapidamente, a ponto de voltar à Seleção Brasileira. O Santos é também o time de Gabriel, o chamado Gabigol, atacante que cada vez mais se firma como excelente jogador e promessa do futebol brasileiro. No jogo contra o Palmeiras, neste domingo, os dois jogaram bem, Gabriel inclusive marcou dois gols, mas o destaque foi outro. O meia Lucas Lima fez dois passes precisos nos dois primeiros gols do time, que abriram caminho para a vitória do Peixe por 3 a 1. Sua rapidez de raciocínio e os dois passes precisos inverteram um jogo que parecia favorável ao adversário.

MOBILIDADE: Na cidade com mais ciclovias da América Latina, é melhor não ir de bicicleta ao futebol
COPA DO BRASIL: As eliminações não diminuem o orgulho potiguar pelos feitos na Copa do Brasil
ITÁLIA: Com Inzaghi, Honda se tornou muito mais letal no Milan

O jogo no Pacaembu teve dois momentos distintos. Até sofrer o gol, o Palmeiras era melhor na partida. Valdívia, mais uma vez, era destaque na armação das jogadas ofensivas. O centroavante Henrique perdeu duas boas chances de abrir o placar. Wesley foi outro a ter chance de marcar, mas errou na finalização. Tudo indicava um jogo equilibrado com os palmeirenses mais perto do gol que os rivais santistas. Mas o Palmeiras cometeu um erro estratégico que o Santos aproveitou para ser fatal.

Jogando com uma defesa bem adiantada, o Palmeiras tentava pressionar. Mas em um passe de Lucas Lima nas costas da defesa, entre o lateral João Pedro e o zagueiro Lúcio, Geovânio avançou e chutou cruzado de pé esquerdo para marcar. Depois, novamente passe de Lucas Lima, novamente pela esquerda. Desta vez cobrando uma falta rápida para o lateral Mena, que cruzou para Gabriel marcar o segundo.

Logo no início do segundo tempo, veio o terceiro gol, que matou o jogo. Novamente aproveitando a defesa alta do Palmeiras, Gabriel recebeu sozinho, avançou e marcou. Mas ele estava impedido. O bandeira não marcou. Ali, com quase todo segundo tempo pela frente, o Palmeiras parecia sem chances de mudar a partida.

Lucas Lima deixou o gramado cedo, machucado. O Santos administrou o jogo dali até o fim, tentando aproveitar os espaços dados pelo Palmeiras. O alviverde continuou tentando arrancar ao menos um gol. Conseguiu, em uma jogada de Mazinho pela esquerda. Ele arrancou, driblou e cruzou para o meio da área, onde Henrique completou de cabeça. Foi o 14º gol do atacante no Campeonato Brasileiro, artilheiro da competição. Mas foi pouco. A torcida tentou empurrar o time para cima do Santos, mesmo com o placar de 3 a 1, mas não bastou só a vontade.