A Direção Técnica de Arbitragem (DTA), na França, suspendeu Tony Chapron, árbitro do jogo entre Nantes e Paris Saint-Germain, neste domingo. O juiz foi protagonista de uma grande lambança: depois de uma trombada com o brasileiro Diego Carlos, ele tentou revidar e, pior ainda, mostrou o segundo cartão amarelo ao jogador, expulsando-o. Rapidamente, porém, acabou suspenso.

LEIA TAMBÉM: Inacreditável: juiz tromba com jogador do Nantes, tenta revidar e ainda o expulsa do jogo com o PSG

 

O árbitro estava escalado previamente para o jogo entre Angers e Troyes, nesta quarta-feira, dia 17. O anúncio desta segunda-feira tira Chapron da escala, o suspendendo da sua atividade até nova ordem. Chapron terá que se apresentar à Comissão Disciplinar da LFP, a liga francesa de futebol.

A decisão foi tomada por Pascal Garibian, diretor técnico de arbitragem, junto com o presidente da Comissão Federal de Arbitragem (CFA), Eric Borghini. As discussões, segundo o jornal francês L’Equipe, aconteceram por telefone, no domingo à noite e na manhã desta segunda-feira.

Tony Chapron mandou um relatório complementar depois de ver as imagens. Ele admite que errou ao dar um cartão amarelo injustificado para Diego Carlos. Com isso, o cartão deve ser retirado do brasileiro, depois também de uma conversa por telefone de Chapron com a comissão de arbitragem.

O que vale ser elogiado aqui é a rapidez da resolução do problema. A Ligue 1 tratou de resolver a questão rapidamente, menos de 24 horas depois do ocorrido. Aliás, se considerarmos que o jogo foi na noite de domingo na França, o problema se resolveu em poucas horas.


Os comentários estão desativados.