O Atlético Tucumán fez sua estreia na Copa Libertadores em 2017 e conquistou um feito histórico ao assegurar a classificação inédita aos mata-matas na atual edição. Pois o futuro pode ser maior aos interioranos, pela ótima vantagem que construíram no primeiro duelo contra o Atlético Nacional nas oitavas de final. Dentro do Estádio Monumental José Fierro, o Decano não se intimidou diante dos bicampeões continentais. Venceu por 2 a 0, carregando certa folga para o reencontro em Medellín. Entretanto, o excelente placar dos argentinos dependeu de uma pixotada enorme do goleiro Fernando Monetti – nada novo em sua carreira, diga-se.

O lance decisivo aconteceu logo aos sete minutos. Treinado pelo argentino Jorge Almirón, comandante do Lanús vice-campeão em 2017, o Atlético Nacional preza pelos passes curtos. Foi assim que sua defesa tentava manter a posse de bola. Todavia, o goleirão verdolaga deu um presente nos pés de Leandro Díaz. Com a meta escancarada, o atacante bateu de primeira e o camisa 1 não conseguiu se recuperar. Placar aberto em San Miguel de Tucumán. Já o segundo gol saiu aos 26 do segundo tempo, em contra-ataque dos tucumanos. Após bola no travessão, Guillermo Acosta aproveitou o rebote para comemorar. Em uma noite que teve Franco Armani como herói do River Plate, deve ser difícil à torcida do Atlético Nacional lidar com a realidade em seu gol.


Os comentários estão desativados.