As vitórias do Real Madrid nas últimas semanas foram pouquíssimo convincentes. E, embora o Viktoria Plzen não seja o time com mais credibilidade e prestígio, os merengues conquistaram um triunfo contundente nesta quarta-feira. Depois de sofrerem demais para bater os tchecos por 2 a 1 no Estádio Santiago Bernabéu, às vésperas do malfadado clássico que custou o emprego de Julen Lopetegui, desta vez a equipe de Santiago Solari registrou um resultado mais tranquilo. Até sofreu algumas dificuldades de início de cada tempo, mas construiu a goleada por 5 a 0 na Doosan Arena. Uma noite de tranquilidade tão atípica que até contou com Karim Benzema brilhando, autor de dois tentos, incluindo um golaço para abrir o placar.

Durante o início de jogo, até parecia mais uma dessas jornadas infelizes e intermináveis ao Real Madrid. O Viktoria Plzen incomodava no ataque, avançando pelos lados, e chegou a carimbar o travessão de Thibaut Courtois – em bola mal espirrada por Nacho Fernández. No entanto, logo os merengues acertariam a marcação e passariam a incomodar no ataque. O primeiro gol saiu aos 20 minutos, graças a Karim Benzema. Jogadaça do centroavante, que passou como quis pela marcação e, em duas fintas, deixou três marcadores para trás. Depois, ficou fácil para bater por baixo do goleiro Ales Hruska.

Sem o peso sobre as costas, o Real Madrid passou a encontrar os gols com facilidade. E se aproveitou de sua vantagem no jogo aéreo contra o Plzen. O segundo tento veio aos 22, em cobrança de escanteio feita por Toni Kroos que Casemiro desviou de cabeça. Apesar de um susto ou outro, os merengues seguiam melhores e ampliaram aos 36, de novo com Benzema. Dani Ceballos cruzou, Gareth Bale ajeitou e o francês precisou apenas cumprimentar. E a goleada foi estabelecida aos 38, em mais um chuveirinho. Benzema não pegou em cheio, mas a bola sobrou limpa para Bale chutar no canto.

No segundo tempo, o Viktoria Plzen ainda tentou aprontar. Forçou duas defesas de Thibaut Courtois durante os primeiros minutos, enquanto o atacante Tomas Chory tirou tinta da trave. Vinícius Júnior saiu do banco aos 15 minutos, fazendo sua estreia na Champions, e deu novo gás com suas investidas pelo lado esquerdo. O brasileiro participou da jogada do quinto gol, aos 21. Seu passe para Kroos não foi muito bom, mas o alemão consertou da melhor maneira, com um belíssimo chute por cobertura, na gaveta de Hruska. Já na reta final do jogo, os madridistas cozinharam o galo. Raríssimas emoções, diante da goleada consumada. Só os acréscimos guardaram algum perigo, com direito a um gol mal anulado de Lucas Vázquez e uma bomba de Bale no travessão. Nada que fizesse falta.

O resultado deixa o Real Madrid muito próximo da classificação no Grupo G. O time chega aos mesmos nove pontos da Roma e assume a liderança. Além disso, pode assegurar a vaga nas oitavas já durante a próxima rodada, quando visita o Estádio Olímpico. Calmaria mais do que necessária, depois de semanas tão intensas. Resta colocar ordem na casa também no Campeonato Espanhol e recuperar o tempo perdido. Pensar no título, neste momento, parece bastante difícil, por mais que o equilíbrio prevaleça no topo da tabela. Mas é necessário reagir, para que o prejuízo não seja grande.