O Manchester City não teve dificuldades para derrubar a defesa do Burnley e atropelar jogando em casa. O placar de 5 a 0 veio com bastante tranquilidade, com direito a Raheem Sterling poupado, no banco, sem precisar nem entrar. Foi uma questão de tempo do apito inicial até o primeiro gol, o que durou 17 minutos. O destaque do jogo foi Riyad Mahrez, que marcou o gol mais bonito da partida.

LEIA TAMBÉM: Reconhecimento: Manchester City batiza um campo de treinamento em homenagem a Joe Hart

O começo do jogo foi totalmente previsível. Com o Burnley tendo como grande qualidade a defesa, o time se entrincheirou diante do Manchester City, que tinha a bola, mas pouco espaço no campo de ataque, especialmente nas imediações da área. Um jogo tão esperado que o City foi trabalhando com a paciência que times de Pep Guardiola costumam ter. Foram nesses minutos iniciais que o goleiro Joe Hart, voltando ao Etihad, se destacou.

Com um lateral muito ofensivo pela esquerda, Benjamin Mandy, e um zagueiro atuando na lateral direita, John Stones, o lado direito do ataque era quase que exclusivo de Mahrez, que se virou bem por ali. Na esquerda, David Silva se aproximava de Mendy e de Leroy Sané para formar um trio muito perigoso. No meio, Bernardo Silva encostava bastante em Sergio Agüero. Na prática, no meio-campo do Manchester City só tinha um marcador, Fernandinho. E até ele marcou um gol, em um chute de fora da área.

O gol veio quando o Manchester City fez uma troca de passes envolvendo, entrando na área com David Silva tabelando com Sané, e o espanhol cruzou para Agüero, dentro da área, livre para finalizar. O balanço do time da casa tirou a defesa do Burnley do lugar. O placar do primeiro tempo, porém, ficou no 1 a 0 mesmo.

O segundo gol veio em uma bobeira da defesa do Burnley. Sané caiu na área e o time do City reclamou de pênalti, enquanto os jogadores do Burnley pararam e reclamaram que não foi. Só que o árbitro não tinha marcado nada mesmo. E o City rapidamente pegou a bola com David Silva e cruzou para Bernardo Silva marcar: 2 a 0, aos nove minutos.

O terceiro gol veio depois de uma cobrança de escanteio, logo depois do segundo gol. Depois de cruzamento de Sané, a bola foi tirada pela defesa e sobrou para Fernandinho. O volante brasileiro bateu de primeira, no ângulo, e marcou um golaço: 3 a 0, com sobras. Aí, o jogo já estava fácil e o Burnley não conseguia mais reagir. O Manchester City aproveitou para golear.

O City empilhava chances de gol, uma atrás da outra. O quarto gol era uma questão de afinar a finalização. E isso foi feito com maestria. Mahrez recebeu uma sobra de bola depois de ataque que parecia que tinha dado errado. Mas o argelino dominou, ajeitou, fez o giro e bateu colocado, no ângulo: 4 a 0, com tranquilidade. A conta foi fechada já aos 45 minutos, com Mendy cruzando da esquerda para Sané, de primeira, completar os 5 a 0 no placar.

O City fica em primeiro com 23 pontos em nove jogos, com sete vitórias e dois empates. Vai se colocando, mais uma vez, como um dos principais candidatos ao título. A diferença para a temporada passada é que os outros times estão bem próximos.