Em casa, Chelsea tenta aproveitar queda do Tottenham

Chelsea e Tottenham farão um duelo de nervos neste sábado, pela 30ª rodada do Campeonato Inglês. Os Blues, que vinham bem até perderem para o Manchester City no meio da semana, tenta aproveitar a má fase dos Spurs, que não vencem há quatro partidas, sendo três derrotas. Os dois times ainda buscam vaga na Liga dos Campeões.

O técnico Roberto Di Matteo fez uma análise do momento do time no campeonato e valorizou o confronto com os Spurs em Stamford Bridge. “Nós estamos acostumados com grandes jogos, amanhã é mais um, o time está lutando pelo quarto e pela Liga dos Campeões na próxima temporada e nós entendemos isso”, disse Di Matteo.

“É um jogo que nós disputamos em casa e queremos aproveitar a vantagem do nosso desempenho em casa e o apoio dos nossos torcedores, uma vitória nos daria uma subida grande, se empatarmos, ainda estamos dentro, mas se perdermos será muito difícil”, explicou o técnico. “Nós iremos tentar, nosso desempenho em casa é muito bom, nós não perdemos um jogo ainda em 2012, nós queremos que isso continue”.

“Eu estou certo que nós temos a série mais dura de jogos de agora até o fim da temporada comparado aos outros times, mas nós somos um bom time, nós temos um bom elenco, um elenco quase completo, então temos todos os recursos que precisamos para estar aptos para o desafio”, disse o treinador, que ainda tem que administrar os seus jogadores visando a partida da próxima terça, contra o Benfica, pela Liga dos Campeões. O time ainda está vivo também na semifinal da Copa da Inglaterra.

“Nós não podemos olhar além do próximo jogo, não temos tempo de fazer isso porque a posição que estamos não nos permite fazer isso”, disse ele. “Nós estamos jogando a cada três dias, então precisamos utilizar todo o elenco, selecionar o time que está bem e pode atingir a intensidade dos níveis necessários”, explicou ainda o treinador.

Di Matteo deve ter todo o elenco à disposição. A única exceção pode ser Branislav Ivanovic, que está com um problema na coxa e pode ficar fora. Didier Drogba deve voltar ao time titular, no lugar de Fernando Torres.

Tottenham convive com a pressão por resultados

Desde que o técnico Harry Redknapp foi colocado como o principal candidato a substituir Fabio Capello, o Tottenham não conseguiu manter o desempenho que vinha tendo até então e não vence há quatro partidas – sendo três derrotas e um empate. O treinador, porém, não acredita que os dois fatos estão relacionados.

“Isso não tem sentido. É a maior carga de coisas sem sentido que eu já ouvi na minha vida”, afirmou Redknapp. “Eles [jogadores] não ligam se eu serei o técnico na próxima temporada. Eles não perderiam o sono por isso. Isso é futebol. Jogadores jogam a partida, eles vem todos os dias e treinam. Alguém vem para cá amanhã e eles não se preocupam. Eles não pensam ‘Harry está indo para a Inglaterra’, ou ‘ele está indo para outro lugar’. Eu estou no futebol toda a minha vida e isso não acontece”.

A estatística vai contra os Spurs. O time não ganha em Stamford Bridge desde 1990 e o time terá alguns desfalques. O zagueiro Dawson está machucado, assim como Tom Huddlestone. Aaron Lennon, com problema na parte posterior da coxa também está fora. Emmanuel Adebayor e Ledley King farão testes antes da partida.

O Tottenham é o quarto colocado na Premier League, com 54 pontos. O Chelsea vem logo em seguida, com 49.

Manchester City quer manter perseguição ao United

O time de Roberto Mancini terá um jogo difícil contra o Stoke, fora de casa. O City tem Vincent Kompany em dúvida para a partida, mas deve voltar ao time depois de ficar fora da vitória sobre o Chelsea por 2 a 1, no meio da semana. Joleon Lescott também não jogou, com Micah Richards jogando no centro da defesa.

Carlos Tevez voltou ao time na partida contra o Chelsea, dando o passe para o gol da vitória, de Samir Nasri. O jogador deve estar disponível novamente no banco de reservas para a partida. Sergio Agüero é quem deve comandar o ataque.

O Arsenal, que assumiu o terceiro lugar na última rodada, terá pela frente o Aston Villa no estádio Emirates, também no sábado. O United, por sua vez, terá o Fulham pela frente, jogando em casa, fechando a rodada na segunda-feira. Líder, com 70 pontos, o time não deve ter desfalques.

Confira os jogos da 30ª rodada da Premier League:

Sábado, 24/mar
Chelsea x Tottenham
Arsenal x Aston Villa
Bolton x Blackburn
Liverpool x Wigan
Norwich x Wolverhampton
Sunderland x Queens Park Rangers
Swansea x Everton
Stoke x Manchester City

Domingo, 25/mar
West Bromwich x Newcastle

Segunda, 26/mar
Manchester United x Fulham