Karim Benzema foi o principal nome da vitória do Real Madrid sobre o Espanyol, no fim de semana, por 4 a 2. Sua atuação foi excelente, além do gol que marcou. São 15 gols em 33 jogos, nada muito impressionante, mas o jogador francês tem sido o melhor do time na temporada, com uma importância tática ainda maior do que quando abria espaço para Cristiano Ronaldo marcar seus gols. O próprio camisa 9 dos merengues deu uma boa definição sobre o seu papel depois do jogo, quando falou sobre a sua atuação: é um camisa 9, mas com alma de 10.

LEIA MAIS: De volta aos bons momentos, Benzema facilitou bastante o triunfo do Real Madrid sobre o Espanyol

“Cada partida eu quero dar mais e fazer mais coisas bonitas no jogo, fazer gols, dar assistências, um pouco de tudo. As pessoas pedem que um atacante marque gols, mas eu acredito que sou um camisa 9 com alma de 10”, afirmou o jogador aos microfones da Movistar. Benzema chegou a ser o camisa 10 do Lyon, quando ainda estava na França, até 2009 – ano que se transferiu para o Real Madrid. Nesta temporada, um camisa 9 tem atuado como 10: Roberto Firmino, do Liverpool. No Real Madrid, o time funciona de um jeito ligeiramente diferente, mas Benzema, de fato, assume por vezes funções de criação, embora nesta temporada seja o principal finalizador do time, ao contrário do que acontecia com a presença de Cristiano Ronaldo.

A melhora do desempenho foi um dos pontos mais importantes do time no estádio Cornellà. “Buscávamos esta linha e assim temos que continuar com esta fome. Temos que demonstrar em cada partida que somos melhores”, afirmou Benzema. “Temos que demonstrar que somos os melhores e aqui está. Temos futebol porque somos o Real Madrid”, continuou.

Com a saída de Cristiano Ronaldo, se esperava que outros jogadores do Real Madrid assumissem o protagonismo. Parecia que seria Gareth Bale, mas quem tem sido esse nome é Karim Benzema. A saída do português mudou bastante o jogo de Benzema. Sem Cristiano, Benzema finaliza o dobro de vezes. Ainda assim, segue fazendo algo que se acostumou com o ex-companheiro: sair da área para trabalhar armando as jogadas, abrindo espaço para outros jogadores e criando oportunidades.

Benzema é citado no jornal Marca como um dos pilares do Real Madrid, com Sergio Ramos na defesa e Luka Modric no meio-campo. Além disso, a entrada de Vinícius Júnior favoreceu o centroavante, porque o brasileiro oferece velocidade e jogo mais aberto no lado do campo. Em um Real Madrid longe do seu melhor, só Benzema tem correspondido entre aqueles mais experientes. Vinícius Júnior ganha espaço, mas ele mesmo admite que ainda não é titular do time.

Na temporada passada, por vezes Zidane escalava Benzema quando ele não parecia merecer. Agora, ao contrário, ele não só merece, como é um dos principais jogadores do time. Se isso é suficiente para que o Real Madrid siga como um dos times mais fortes da Europa, bom, isso só saberemos com o passar dos meses até o final da temporada. Até aqui, os problemas do Real Madrid são muitos, mas não passam por Benzema. Aos 31 anos, Benzema vive um dos melhores momentos da sua passagem pelo Real Madrid, em 10 anos.