Além de diversos clássicos do futebol brasileiro, o final de semana nos reserva também o início da primeira divisão do Campeonato Brasileiro Feminino. Com um regulamento diferente da edição anterior e manutenção da maioria das equipes, a competição tem ganhado corpo, ainda que tenha alguns problemas estruturais e pontuais, como a falta de políticas junto às federações estaduais. Além disso, 2019 é ano de Copa do Mundo da categoria, o que pode ser uma motivação a mais para as jogadoras que aspiram um lugar entre as 23 convocadas para o Mundial.

VEJA TAMBÉM: Seleção brasileira feminina terá uniforme exclusivo pela primeira vez na história na Copa 2019

 

Serão 16 participantes e a principal alteração do regulamento é que não haverá mais a divisão dos clubes em duas chaves. As equipes se enfrentaram em turno único, e as oito melhores equipes avançam para o mata-mata em jogos de ida e volta. Para esta edição não haverá mais o uso do gol qualificado como critério de desempate dos jogos eliminatórios. Outra alteração importante é no número de rebaixados, que sobe de duas para quatro equipes. O calendário de jogos vai até outubro, mas terá uma pausa em junho para a disputa da Copa do Mundo, na França. Já a segunda divisão, tem início no dia 27 de março e final marcada para agosto,  conta com 36 participantes, que são divididos em seis grupos regionalizados antes do mata-mata.

A CBF anunciou que irá custear diversas despesas dos clubes, como passagens ou aluguel de ônibus aos visitante para distâncias de até 500 km da sede e passagens aéreas para distâncias superiores a 500 km, além de cobrir as despesas com alimentação e hospedagem. A entidade também promete fornecer uma ajuda de custo de até R$ 5 mil para equipes visitante e de até R$ 10 mil para os times mandantes, para o pagamento de taxas de arbitragem, ambulâncias, gandulas e exames anti-doping. Ainda não foi anunciado se a competição terá transmissão pela CBF TV ou por alguma emissora. 

Os participantes serão: Corinthians-SP (atual campeão), Santos-SP, Sport-PE, Flamengo-RJ, Vitória-BA (promovido), Ponte Preta-SP, Ferroviária-SP, São José-SP, Vitória-PE, São Francisco-BA, Kindermann-SC, Iranduba-AM, Foz Cataratas/Athletico-PR, Audax-SP, Minas ICESP-DF (promovido e estreante) e Internacional-RS, que estreia na competição e herdou a vaga do Rio Preto, campeão em 2015, e que encerrou suas atividades alegando o excesso de custos como motivo.

Confira a primeira  rodada da competição:

16/03

Minas Icesp x São José – Abadião (Ceilândia-DF) – 15h00

Ponte Preta x Corinthians – Manuel Ferreira (Bálsamo-SP) – 16h00

Vitória-BA x Audax – Barradão (Salvador-BA) – 17h00

 

17/03

Vitória-PE x Internacional – Barbosão (Chã-Grande-PE) – 15h00

Santos x Foz – Cel. Francisco Vieira (Itapira-SP) – 15h00

Kindermann x Ferroviária – Carlos Alberto Costa Neves (Caçador-SC) – 16h00

Iranduba x Flamengo – Arena da Amazônia (Manaus-AM) – 18h00

 

20/03

São Francisco x Sport – Junqueira Ayres (São Francisco do Conde-BA) – 15h00