Mais sobre a Copa Ouro
As 12 seleções participantes
A história do torneio

A Copa Ouro é o único torneio continental do mundo que tem cotas de participantes por regiões. Assim, a Concacaf garante que as três divisões de seu “continente”, América do Norte, América Central e Caribe, estejam representados. Isso apazigua eventuais levantes políticos internos e atende às exigências de nações pequenas.

Na edição 2007, participarão 12 seleções. As três da América do Norte (México, Estados Unidos e Canadá), por seu poderio econômico e tradição futebolística, têm vaga automática na competição. As outras nove foram preenchidas após a disputa de dois torneios eliminatórios, um no istmo (Copa Uncaf) e outro nas ilhas mais as Guianas (Copa das Nações do Caribe, ou Copa Caribenha).

A Copa do Caribe teve 24 participantes, número que poderia ser mais alto ainda se Aruba, Guiana Francesa, Montserrat, Porto Rico e St. Martin tivessem se inscrito. As Ilhas Virgens Britânicas desistiram no meio do caminho por não conseguirem montar um time. Na primeira fase preliminar, as equipes foram divididas em quatro grupos com seis times com jogos apenas de ida em uma sede pré-determinada. Os dois primeiros colocados de cada chave avançaram para a segunda etapa.

As 12 seleções restantes foram distribuídas em três grupos com quatro membros. Mais uma vez, cada seleção enfrentou a outra dentro de sua chave apenas uma vez. Os dois primeiros colocados de cada chave se classificaram para a fase final – casos de Barbados, São Vicente e Granadinas, Guiana, Guadalupe, Cuba e Martinica. Os terceiros colocados deveriam disputar um playoff para definir o último classificado.

Neste momento ocorreu um pequeno problema. Bermuda deveria ser a sede dos jogos, mas dificuldades para a liberação de vistos forçaram a uma mudança de local. O Haiti se prontificou para receber a partida, mas Bermuda alegou não ter condições de viajar para o país. A República Dominicana desistiu devido a razões financeiras. Dessa forma, decidiu-se que Bermuda e Haiti se enfrentariam duas vezes em Trinidad e Tobago. Melhor para os haitianos, que venceram os dois confrontos (2 a 0 e 3 a 0) e passaram para a fase decisiva.

As sete equipes classificadas se juntaram a Trinidad Tobago, sede desta etapa e pré-classificada à fase decisiva. As seleções foram divididas em dois grupos de quatro e se enfrentaram uma vez. Os dois primeiros de cada chave garantiriam uma vaga na Copa Ouro, casos de Trinidad e Tobago e Haiti (grupo A) e Guadalupe e Cuba (grupo B). Ainda houve a disputa de semifinais e, na decisão da Copa Caribenha, o Haiti surpreendeu ao vencer Trinidad e Tobago por 2 a 1.

Copa Uncaf

Na parte ‘continental’, o sistema de classificação foi mais simples. Sete seleções participaram do torneio, chamado Copa Uncaf e realizado em El Salvador. Os times foram divididos em dois grupos, um com quatro e outro com três concorrentes. Os dois primeiros colocados de cada chave garantiriam lugar na Copa Ouro. Os dois terceiros colocados disputaram a vaga restante em um playoff.

El Salvador e Nicarágua (grupo A) e Panamá e Costa Rica (grupo B) asseguraram suas passagens de forma direta. Já Nicarágua e Honduras definiram o quinto lugar. Belize, sem pontos, segurou a lanterna no grupo A.

Em um confronto no qual se esperava haver um certo equilíbrio, os hondurenhos massacraram os adversários com uma goleada por 9 a 1. Wílmer Velásquez, com quatro gols, e Saúl Martínez, com três, foram os maiores destaques da partida. Após as semifinais, Costa Rica e Panamá decidiram o título. Com um empate por 1 a 1 no tempo normal, o campeão foi definido nas cobranças de pênaltis. Os Ticos foram mais eficientes e ganharam por 4 a 1.