O Brighton conseguiu uma classificação improvável contra o Brighton nas quartas de final da Copa da Inglaterra neste domingo. Um empate por 2 a 2 e vitória nos pênaltis que deixou os torcedores dos dois times com o coração na boca na reta final do jogo. Isso porque o Millwall, em casa, abriu 2 a 0 aos 34 minutos do segundo tempo. Com dois gols nos minutos finais, o Brighton se salvou da derrota e foi além para levar a classificação nos pênaltis. Uma classificação heroica para o time do sul da Inglaterra. E um pesadelo para o Millwall.

LEIA TAMBÉM: Manchester City mantém vivo sonho de quatro títulos na temporada com virada no final contra Swansea

O Millwall, que está na segunda divisão, tentava chegar à semifinal da Copa da Inglaterra e ser, assim, o único time fora da Premier League entre os quatro que restaram no torneio. Tudo parecia caminhar bem quando Alex Pearce marcou aos 25 minutos, de cabeça, e depois Aiden O ‘Brien marcou o segundo, aos 39, dando a impressão que o dia era dos Lions. O estádio, The Den, estava vibrando com a possibilidade do time avançar.

Só que o caldo começou a desandar aos 43 minutos, quando Jürgen Locadia descontou. Parecia ser o gol de honra dos Seagulls. Só que eis que um erro colocou tudo a perder. Solly March cobrou falta para a área, na tentativa desesperado de arrancar algo de bom. O goleiro David Martin deu um golpe de vista, se arrependeu, viu que a bola ia entrar e tocou com a mão mole na bola, que entrou: 2 a 2. O Brighton chegou ao empate aos 49 minutos do segundo tempo.

Tomar um gol a esse momento da partida já é emocionalmente terrível, mas com uma falha torna tudo muito pior. A prorrogação não teve grande coisa, até que vieram os pênaltis. Jake Cooper, zagueiro do Millwall, acabou sendo o encarregado do pênalti decisivo, chutou para fora, e os Lions foram eliminados da Copa da Inglaterra de uma forma que os torcedores só poderiam imaginar em seus pesadelos.

“Que desempenho excepcional por 94 minutos”, afirmou o técnico Neil Harris. “Em primeiro lugar, eu sinto muito por David Martin. Ele foi excelente durante o jogo, comandou a área e fez algumas defesas. Foi um bom chute, mas ele cometeu um pequeno erro de julgamento e isso nos custou”, continuou o treinador do Millwall.

“Ele é um grande profissional e um dos jogadores mais profissionais mais legais que já encontrei no futebol. O modo como meu time jogou, a habilidade para correr, algumas jogadas nossas com a bola, os dois gols que marcamos, foi tudo ótimo e me dá o maior orgulho que nós fomos melhores que o Brighton hoje”, disse Harris.

“Nossa oportunidade para vencer as quartas de final estava em 2 a 0a favor até o minuto 88. Se eu mudaria algo que eu fiz? De jeito nenhum, porque os jogadores no campo deveriam ser capazes de manter uma vantagem de dois gols com o tanto de jogadores defensivos e liderança que nós tínhamos em campo. O que você não pode fazer é julgar por um erro humano e isso que nos custou”, analisou ainda o treinador.

“Para mim, hoje, nós igualamos e ultrapassamos o time do Brighton que está indo muito bem na Premier League. Nós agora temos nove finais de copa restante. Foi uma grande aventura, a Copa da Inglaterra, e nós tivemos alguns grandes jogos e nós temos que pegar essas qualidades de batalhar nessas nove finais de copa”, disse o treinador, se referindo às rodadas finais da Championship, a segunda divisão inglesa.

O Brighton avança no torneio e vai jogar contra o Manchester City, certamente o time mais forte que restou na competição – do outro lado, Watford e Wolverhampton se enfrentam na semifinal. Será a primeira vez que o Brighton chega à semifinal da Copa da Inglaterra desde 1983.

“É muito difícil chegar a este estágio da competição, então você sabe que não acontecerá muito frequentemente. Quando isso acontece, eu acho que você tem que aproveitar a ocasião ao máximo, elogiar aqueles que nos trouxeram aqui e tentar aproveitar o melhor que pudermos”, disse Chris Hughton, técnico do Brighton.

“Eu acho que não estou dizendo nada fora da curva quando eu digo que os três de nós [Brighton e os outros semifinalistas, Wolverhampton e Watford] gostariam de evitar o Manchester City. Neste momento, eles são o melhor time do mundo e ainda estão disputando quatro competições”, continuou o treinador. “Mas como esse fim de semana mostrou, os times podem se aproximar, pode haver surpresas e se você fizer o bastante para você, e o adversário não tem um dos seus melhores dias, quem sabe o que pode acontecer”.

As semifinais serão disputadas nos dias 6 e 7 de abril. O Brighton joga no dia 6 com o Manchester City, enquanto o Watford joga contra o Wolverhampton no dia 7.