Puxou para dentro, chutou… E é gol! Não, espera, espera… Foi a chuteira que balançou a rede! Aí não vale. Foi isso que aconteceu em um jogo da MLS entre Sporting Kansas City e Toronto. E olha que o gol teria sido bem útil, porque naquele momento, aos 38 minutos do segundo tempo, o jogo já estava 4 a 1 para o Sporting Kansas City, placar que acabou o jogo. O autor da façanha foi Bright Dike, americano de nascimento, mas nigeriano por ascendência, tanto que defende a seleção do país africano. Não foi à Copa do Mundo por uma lesão no tendão de aquiles, ainda em fevereiro.

A torcida do Sporting Kansas City até comemorou o gol, discretamente, naquele espírito de zoeira, como tem que ser. Bom, ao menos Dike pode dizer que balançou a rede na casa do adversário e a torcida local comemorou. Não são muitos os que podem dizer isso, não é mesmo? Mas chuteira continua não valendo, então ele terá que chutar melhor se quiser fazer um gol que realmente valha.

Ah, o Toronto só fez um gol na partida, mas foi um golaço. Gilberto, atacante ex-Santa Cruz e Internacional, mandou ver uma letra para fazer o gol. Só não adiantou nada. O Sporting Kansas City, aliás, é o primeiro colocado da Conferência Leste, com 42 pontos em 24 jogos. O Toronto é o terceiro colocado na mesma conferência, com 32 pontos. Os cinco primeiros vão aos playoffs.

Assista ao lance: