O atacante Santiago Silva não marcou, mas fez a diferença no jogo em que o Boca Juniors venceu o Arsenal por 2 a 0. O jogador participou diretamente dos dois gols da equipe e ainda deixou o campo muito aplaudito pela fanática torcida do time no estádio La Bombonera. 

No primeiro tempo, o Arsenal começou melhor a partida, teve mais posse de bola e, curiosamente, foi melhor do que o Boca até os 37 minutos, quando Leandro Somoza, que já tinha cartão amarelo, recebeu o segundo cartão e foi expulso. Mesmo com um jogador a menos, os Xeneizes melhoraram e terminaram a primeira etapa mais próximo de marcar o gol.

Aos cinco minutos do segundo tempo, bom lançamento para Santiago Silva, que fintou o zagueiro e tocou de calcanhar para Riquelme. O camisa 10 bateu rasteiro, o goleiro não conseguiu segurar e Ledesma chegou rasgando, dividindo com o zagueiro, e colocando para dentro: 1 a 0.

O time de Sarandí não conseguia fazer valer seu jogador a mais. O Boca tocava a bola, gastava o tempo e via o rival não ter forças para se impor. O técnico Julio César Falcioni aproveitou para fazer substituições e parar ainda mais o jogo, além de recuar mais o time com a entrada de Juan Sánchez Miño, meio-campista, no lugar de Pablo Mouche, atacante. Depois, o técnico ainda tirou Juan Román Riquelme e colocou em campo Dario Cvitanich.

Já no final, em um contra-ataque, o atacante Santiago Silva puxou o ataque, puxou para o meio e fez o passe para Juan Sánche Miño tocar na saída do goleiro: 2 a 0. Foi o gol que decretou a vitória, aos 44 minutos da etapa final.

Com a vitória, o Boca vai a sete pontos, atrás apenas do Fluminense, que tem nove pontos e ainda enfrenta o Zamora fora de casa nesta noite. O Arsenal fica com três, contra um do Zamora.