Quem é o melhor jogador da Premier League neste início de temporada? Muita gente vai responder Hazard. Independentemente da liderança do Manchester City, o ponta vai arrebentando nestes primeiros meses. E quem é o melhor da Bundesliga? A resposta pode ser a mesma: Hazard. O Borussia Dortmund também possui os seus vastos destaques individuais em um time bastante forte coletivamente, mas o ponta realmente desequilibra em seu clube. Os irmãos Eden e Thorgan voltaram da Copa voando baixo por, respectivamente, Chelsea e Borussia Mönchengladbach. Neste domingo, praticamente ao mesmo tempo, comemoravam juntos em campo. Enquanto o mais velho saía do banco para ajudar os Blues em mais um triunfo no Inglês, o mais novo carregava o Gladbach nos 3 a 0 sobre o Fortuna Düsseldorf, pelo Campeonato Alemão.

Aos 25 anos, Thorgan Hazard amadureceu bastante nas últimas temporadas. Já completando cinco anos no clube, conquistou o seu espaço definitivamente como titular no Gladbach e se tornou um dos melhores do time na Bundesliga passada, com dez gols e cinco assistências. O ótimo desempenho referendou sua convocação ao Mundial de 2018, embora a concorrência tenha minado seu espaço, permanecendo no banco durante a maior parte da campanha. De qualquer maneira, é no Borussia Park que o camisa 10 realmente se sente à vontade. E nunca esteve tão solto para decidir quanto nas últimas semanas, liderando a boa campanha de seu clube.

Hazard soma sete gols e três assistências nestas primeiras dez aparições pela Bundesliga, já se aproximando de seus números no último ano. Ainda chegou a anotar uma tripleta na Copa da Alemanha. E não são poucas as partidas resolvidas pelo ponta. Comandou a equipe contra Eintracht Frankfurt e Mainz 05, além de ter auxiliado no empate com o Wolfsburg. Já neste domingo, deu motivos para os alvinegros comemorarem no Borussia Park. Cobrando pênalti, o camisa 10 abriu o placar contra o Fortuna Düsseldorf. Também participou da construção do segundo gol, anotado por Jonas Hofmann. E fechou a conta nos instantes finais, arrancando da intermediária, antes de acertar o chute preciso da entrada da área.

Além da ótima movimentação, Hazard apresenta excelentes números na criação. Está entre os 20 melhores da liga em chutes, passes para finalização e dribles. Mais do que isso, divide a artilharia com Luka Jovic e Sébastien Haller, além de ser o quarto com mais assistências. Teve participação direta em 43,4% dos gols do Gladbach, que reassumiu a vice-liderança da Bundesliga nesta rodada. Os Potros somam os mesmos 20 pontos do Bayern, mas com vantagem no saldo de gols, e estão a quatro do Dortmund. Hazard tem grande parte neste sucesso. Não à toa, aparece como o melhor do campeonato, segundo as estatísticas do WhoScored. A versatilidade para jogar em ambos os lados do campo e a precisão nas bolas paradas o impulsionam. E o perigo aumenta quando, assim como o irmão mais velho, resolve partir em diagonal.

Thorgan não consegue desequilibrar tanto quanto Eden, assim como não possui o mesmo talento para resolver os jogos em um lampejo. Não é isso, entretanto, que o torna um jogador ruim. Pode muito bem ser idolatrado em um clube tradicional como o Borussia Mönchengladbach e se tornar peça útil na seleção belga. O bom momento, aliás, indica que ele deve ambicionar mais nas próximas temporadas. Talvez não um Chelsea – com o qual já teve contrato, sem nunca entrar em campo, vendido ao Gladbach após sucessivos empréstimos. Mas os últimos meses deixam evidente a capacidade para dar um salto em breve. A quem desejar um ponta incisivo e bom na criação, há outro Hazard que sai bem mais em conta no mercado.