Dynamo Kiev e Olympiacos se aproximam da fase de grupos da Champions, mas o jogaço ficou para Molde 3×3 Ferencváros

Figurinhas carimbadas na fase de grupos da Champions League, Olympiacos e Dynamo Kiev deram passos importantes em busca de mais uma classificação à etapa principal do torneio continental nesta quarta. Gregos e ucranianos venceram seus compromissos de ida nos playoffs, a última fase qualificatória da Champions. O grande jogo do dia, porém, envolveu dois clubes tradicionais afastados há tempos dos grupos: o Molde (que não aparece na fase principal desde 2000/01) e o Ferencváros (distante de tal etapa desde 1995/96). Os dois times fizeram uma disputa intensa na Noruega, cheia de reviravoltas, embora o empate por 3 a 3 beneficie os húngaros antes do reencontro em Budapeste.

O Ferencváros poderia ter voltado da Noruega com um resultado ainda melhor, se soubesse preservar sua vantagem. Os alviverdes abriram o placar aos sete minutos, em cruzamento rasteiro de Endre Botka para Franck Boli completar na pequena área. O Molde tentou responder na primeira etapa, mas seu domínio não resultava em tantas chances. E os húngaros aumentaram a contagem no início do segundo tempo. Em mais um cruzamento açucarado de Botka, desta vez pelo alto, Myrto Uzuni concluiu de cabeça.

O Molde iniciou sua reação dois minutos depois, a partir de uma cobrança de escanteio. Leke James concluiu de cabeça e recolocou os noruegueses no jogo. A equipe cresceria com aquele tento, aproveitando as brechas dadas pelo Ferencváros nas bolas cruzadas. O capitão Magnus Eikrem empatou logo aos 20, num bonito arremate de primeira. E os noruegueses pressionariam até a virada, aos 38. Em cobrança de falta para a área, Martin Ellingsen testou para dentro. Era um resultado fantástico.

O Ferencváros, contudo, não voltaria para casa de mãos abanando. Aos 41, a arbitragem anotou um pênalti favorável aos húngaros, em lance no qual o braço de Ola Brynhildsen estava colado ao corpo. O VAR confirmou a marcação e, na cobrança, Igor Kharatin apenas deslocou o goleiro. O resultado se torna precioso aos alviverdes, que jogarão por um empate com até dois gols para cada lado em Budapeste. Depois de todo o esforço do Molde no segundo tempo, a igualdade se transforma em um balde de água fria aos alviazuis.

 

A vitória do Dynamo Kiev sobre o Gent seria menos emocionante, com os 2 a 1 favorecendo os ucranianos em plena Bélgica. O Dynamo marcou o primeiro tento da noite, numa jogadaça de Oleksandr Karavaev. Vitaliy Buyalskyi desviou no meio da área e Vladyslav Supryaha mandou para dentro, em lance inicialmente anulado por impedimento, mas depois validado pelo VAR. O Gent renasceu antes do intervalo, num escanteio que Tim Kleindienst testou, após a péssima saída do goleiro Georgiy Bushchan. Só que a expulsão de Roman Bezus (ex-jogador do Dynamo) logo no início do segundo tempo deixaria os belgas em desvantagem numérica. E, aos 34, Carlos de Pena definiu a vitória dos visitantes, numa bola espirrada que o uruguaio mandou por entre as pernas do goleiro Davy Roef.

 

Por fim, o Olympiacos evitou qualquer surpresa proporcionada pelo Omonia Nicósia, algoz do Estrela Vermelha na fase anterior. Os gregos demoraram a abrir o placar e esbarravam na boa atuação do goleiro brasileiro Fabiano, ex-Porto e São Paulo. Mas, nos 20 minutos finais, o time da casa comemorou o triunfo por 2 a 0 no Estádio Karaiskakis. Rafinha disputou sua segunda partida como titular na lateral direita dos alvirrubros.

Durante o primeiro tempo, o Olympiacos controlou a posse de bola, mas não fazia muito diante da bem armada defesa do Omonia. Foram ao menos três boas tentativas dos gregos, incapazes de vazar Fabiano. O cerco continuou no segundo tempo, com uma pressão crescente, mas apenas graças a um pênalti é que os alvirrubros abriram a conta. Num toque de mão discutível, em lance no qual poderia ser marcada falta do Olympiacos, Mathieu Valbuena converteu. O cansaço bateu sobre os cipriotas e Youssef El-Arabi concluiu o placar com um golaço nos acréscimos. O marroquino deu um lindo drible de letra para tirar a marcação, antes de finalizar forte, da entrada da área, no canto inferior da meta alviverde.

 

As partidas de volta acontecem na próxima terça-feira, definindo os classificados à fase de grupos da Champions. Depois, os últimos três participantes serão conhecidos na quarta, quando acontecerão também PAOK x Krasnodar, Red Bull Salzburg x Maccabi Tel Aviv e Midtjylland x Sparta Praga. Russos e austríacos venceram a ida, enquanto a outra partida terminou sem gols.