Paulo Dybala está de volta e isso, por si só, já seria uma excelente notícia para os torcedores do clube de Turim. Mas foi melhor que isso. Diante da Lazio, em um jogo tecnicamente longe de ser bom, muito disputado e com pouco brilho, valeu o gol decisivo do atacante argentino nos acréscimos da partida, no estádio Olímpico de Roma. A vitória por 1 a 0 é crucial para a Juve na disputa pelo título, ponto a ponto com o Napoli.

LEIA TAMBÉM: Kaká sobre sua carreira: “Cheguei mais longe do que imaginei”

 

Com o jogo contra o Tottenham já no horizonte, a Juventus levou a campo um time modificado. O técnico Massimiliano Allegri jogou com três zagueiros e mudou o esquema, passando a um 3-5-2 que o time utilizou pouco nesta temporada. Dybala formou o ataque ao lado de Mario Madzukic. O atacante Gonzalo Higuaín não foi ao jogo, sendo poupado ainda se recuperando plenamente de lesão. Pjanic, Matuidi e Khedira formaram o meio-campo, com Asamoah e Lichtsteiner nas alas. Barzagli, Benatia e Rugani formaram a linha de zagueiros, logo à frente de Buffon.

A Lazio, por sua vez, também usou um esquema de 3-5-2, o que tornou os dois times espelhados. Só que o time de Simone Inzaghi não teve uma grande partida. Mesmo assim, os dois times brigaram muito e criaram chances em bolas aéreas, cruzamentos para a área que acabaram em finalizações.

O jogo parecia destinado a um 0 a 0, mas Dybala resolveu o jogo nos acréscimos em uma jogada individual. Um corte bonito em cima de Luiz Felipe, disputou no corpo com Radu, conseguiu se manter de pé até a finalização, que já fez caindo no chão. Um golaço, chute cruzado e 1 a 0 para a Juventus. Um gol crucial na disputa por título. O time chega a 71 pontos na disputa com o Napoli pelo título. E parece que será uma disputa até as rodadas finais.


Os comentários estão desativados.