Paulo Dybala, da Juventus, tem apenas 26 anos e passou os últimos nove deles atuando como jogador profissional. Sua trajetória no time juvenil do Instituto de Córdoba vai ainda mais longe: desde os dez anos jogava futebol. Um histórico e um presente de atleta. Ainda assim, acometido pela Covid-19, doença decorrente do novo coronavírus, sentiu com alguma força os sintomas da condição.

Em entrevista à Juventus TV nesta sexta-feira (27), o argentino tranquilizou a torcida, afirmando que já está se sentindo melhor depois de ter sido infectado pelo novo coronavírus, assim como sua namorada. Os últimos dias, no entanto, não foram fáceis.

Assim como quase todos os atletas parados devido à suspensão dos campeonatos, Dybala vinha tentando treinar em casa. Algo que se tornou tarefa quase impossível depois de desenvolver os sintomas da Covid-19: “Nos últimos dias, eu ficava sem ar e não podia fazer nada. Depois de cinco minutos (de treino), eu estava morto. Sentia meu corpo pesado e tinha que parar. Agora estou melhor, assim como a Oriana”.

Dybala reforçou que não sente mais os sintomas e já projeta voltar a seus treinamentos caseiros. “Estou bem, muito melhor depois de alguns sintomas fortes que tive há uns dias. Hoje já estou melhor, sem sintomas. Consigo me mover melhor, também estou caminhando e tentando começar a treinar.”

O argentino não falou apenas de coronavírus em seu papo com a TV oficial do clube. Lembrou também da sensação de acertar com a Juventus, ainda em 2015, quando brilhava pelo Palermo. Contou que certo dia estava em casa, recebendo muitas ligações de diferentes clubes, e que, por fim, esteve ao telefone com Fabio Paratici, diretor esportivo bianconero.

“Falava-se muito de mim, havia muitas equipes e treinadores me ligando. Depois do almoço, meu agente me ligou e, algumas horas depois, ouvi pela primeira vez do Fabio, que me disse que fariam de tudo para me levar à Juve. Quando terminei com ele, fui abraçar minha mãe, dizendo-lhe que não queria ir para lugar algum a não ser lá”.

Prestes a completar cinco anos de clube, Dybala já esteve presente em 216 partidas pela Juventus, marcando 91 gols e acumulando ainda 36 assistências. Antes da pausa por conta da pandemia de coronavírus, deixou uma boa lembrança aos torcedores bianconeri, anotando um golaço contra a Inter, em 8 de março.