A Juventus tratou de vencer com facilidade o seu jogo contra a Udinese pela Copa da Itália. Em Turim, a Velha Senhora venceu com tranquilidade por 4 a 0, com uma grande atuação de Paulo Dybala. O camisa 10 fez dois gols e deu passe para outro, sem que o time da casa precisasse forçar muito para sair vitorioso.

Aproveitando o jogo da Copa da Itália, o técnico Maurizio Sarri rodou o time. Colocou em campo o zagueiro Daniele Rugani, o goleiro Gianluigi Buffon, o lateral direito Danilo e montou um meio-campo com Adrien Rabiot, Rodrigo Betancur e Federico Bernardeschi. No ataque, Cristiano Ronaldo foi poupado para jogarem Douglas Costa, Gonzalo Higuaín e Paulo Dybala.

Diante de uma Udinese também muito mexida, o que vimos em campo foi uma Juventus que dominou desde o início e venceu com muita facilidade, sem nem precisar aumentar o ritmo do jogo. Logo aos 16 minutos, Paulo Dybala e Gonzalo Higuaín fizeram uma tabela bonita, que acabou com o gol do centroavante. Aos 26, em um pênalti, Dybala marcou o segundo. Foi o placar do primeiro tempo.

Aos 12, Dybala marcou um golaço em um chute colocado, depois de passe de Higuaín, e ampliou o placar para 3 a 0. Aos 16, mais um pênalti para a Juventus. Desta vez, Douglas Costa foi quem cobrou e, com tranquilidade, fez 4 a 0.

Sarri, então, aproveitou para trocar mais ainda o time com três alterações. Aos 18, tirou Douglas Costa e colocou Juan Cuadrado; aos 26, Adrien Rabiot deu lugar a Aaron Ramsey; por fim, Marko Pjaca substituiu Dybala.

A Udinese teve uma atuação terrível. O brasileiro Walace, ex-Grêmio, esteve em campo como titular, mas não teve bom desempenho. Nenhum jogador teve uma boa atuação no time de Udinese e o técnico Luca Gotti viu muito pouco dos jogadores reservas que entraram em campo.

A Juventus, então, fará o jogo das quartas de final contra Roma ou Parma, que ainda decidem quem avança.