O duelo entre Manchester United e Barcelona, pelas quartas de final da Champions League, já começou, fora de campo. Por considerar o preço do ingresso de visitante no Camp Nou “excessivo”, o United decidiu aumentar o valor cobrado pelo mesmo setor em Old Trafford para subsidiar a viagens dos seus torcedores à Espanha.

LEIA MAIS: Solskjaer subverte a lógica na Champions, e prefere decidir no Camp Nou: “diferente dos 99,9% dos treinadores”

Essa tem sido uma discussão frequente na Champions League. É a terceira vez que o Manchester United reclamante oficialmente do preço do ingresso de um clube de outro país. O mesmo aconteceu com o Sevilla, nas oitavas do ano passado, e com o Valencia, na fase de grupos desta edição. Em janeiro do ano passado, a Uefa abriu investigação contra o Anderlecht por cobrar € 100 pelo ingresso de visitante em um jogo contra o Bayern.

O ingresso de visitante no Camp Nou para a partida contra o Manchester United será de £ 102, ou € 117. Para ajudar os seus torcedores a comprarem-no, o clube decidiu aumentar o ingresso de visitante em Old Trafford de £ 75, ou € 86, para as mesmas £ 102, e usar o excedente para subsidiar os 4,610 diabos vermelhos que devem fazer a viagem a Barcelona.

“Acreditamos que nossos torcedores visitantes estão sendo sujeitos a preços de ingressos excessivos/aumentados do time anfitrião. Nós novamente tomamos a decisão difícil de cobrar dos torcedores do Barcelona a mesma quantia que o Barcelona está cobrando para o nosso jogo fora de casa. Usaremos a receita extra para subsidiar nossos torcedores visitantes, pagando a diferença de £ 27”, afirmou o Manchester United, que fez a mesma coisa contra o Valencia, em uma nota no seu site oficial.

O Barcelona respondeu reduzindo o preço da viagem oficial que oferece aos torcedores para o jogo contra o Manchster United, que inclui voo fretado e transporte para e do estádio, mas não o ingresso, de € 250 para € 210. Um porta-voz do clube negou à ESPN britânica que o preço do ingresso do visitante tenha sido aumentado para esta partida específica e disse que é o mesmo valor cobrado para a torcida da casa.

“Os preços são os mesmos para os torcedores (do United) e para nossos torcedores. A política de preço está de acordo com partidas eliminatórias recentes contra Lyon e a Roma, ano passado. Não importa se é o Manchester United, Juventus ou Lyon. Esses são os preços para o jogo”, afirmou, lembrando que os donos de carnês de temporada pagam menos e que esse tipo de benefício é, segundo ele, mais barato no Barcelona do que no Manchester United. “Tudo tem que ser colocado em contexto”, acrescentou

À ESPN, um porta-voz da Uefa afirmou que não tem nenhuma atualização ou comentário sobre esse assunto e citou a declaração do seu presidente, Aleksander Ceferin, em dezembro. Ceferin, na ocasião, disse estava “ciente do problema” e que a entidade daria uma olhada na possibilidade de estabelecer um teto de preços.