O Arsenal venceu o Vorskla com tranquilidade por 4 a 2, jogando em um estádio Emirates bastante esvaziado. Quem melhor aproveitou a chance desse jogo de pouca atratividade na Liga Europa foi o atacante Pierre-Emerick Aubameyang. O atacante marcou dois gols, o primeiro e o terceiro, que o ajudam a melhorar o começo de temporada bastante devagar.

LEIA TAMBÉM: 20 motivos para acompanhar de perto a Liga Europa 2018/19

O jogo em casa pela Liga Europa não parece atrair muito os torcedores do Arsenal. O público no estádio passou longe dos grandes jogos. O time conseguiu marcar um gol cedo e, curiosamente, em um contra-ataque, mesmo jogando em casa contra um time, teoricamente, muito mais fraco. Mkhitaryan roubou a bola, tocou para Alex Iwobi, que achou Aubameyang na área. O gabonês finalizou tirando do goleiro, de carrinho, e marcou 1 a 0 aos 32 minutos.

Os outros gols do jogo vieram no segundo tempo. Aos três minutos, Mkhitaryan cruzou para Danny Welbeck, de cabeça, ampliar. Depois, mais um gol de Aubameyang, em uma bela jogada. Novamente, ele recebeu de Mkhitaryan, mas com toque inteligente na bola, tirou da marcação e chutou colocado, aos 11. Veio então o gol de Mesut Özil (que começou no banco, inclusive. Ele aproveitou um bate e rebate na área para marcar o que parecia ser uma goleada sem sofrer gols.

Parecia, porque o Arsenal tinha os mesmos defeitos da época de Wenger. Um time por vezes relapso na defesa. Primeiro, aos 30 minutos, a defesa bobeou depois de uma cobrança de falta para a marcação do gol de honra do time, marcado por Vladimir Chesnakov. Aos 48, uma descida pela esquerda que resultou em finalização de Vyacheslav Sharpar. Dois gols que só serviram para diminuir o placar, mas de um time que desistiu de jogar nos últimos minutos.

Ao menos Aubameyang aproveitou para melhorar a sua marca de gols na temporada. Ele só tinha um golzinho em cinco jogos. O Arsenal tem muito o que trabalhar e Unai Emery precisará fazer mais se quiser ampliar mais o seu histórico de vitórias na Liga Europa. Ele é o maior vencedor da história da competição, aliás, com 32 vitórias.