Drogba pode ser punido pela Uefa por reclamar de árbitro

Didier Drogba, atacante do Chelsea, corre risco de ser punido pela Uefa por seu comportamento no final da partida de quarta-feira, contra Barcelona, na volta das semifinais da Liga dos Campeões.

O confronto, que terminou em empate em 1 a 1, que garantiu a classificação do time espanhol para a decisão contra o Manchester United, teve confusão nos minutos finais, com o elenco dos Blues questionando as decisões do árbitro.

O marfinense foi um dos primeiros a alcançar o juiz no apito final, reclamando de diversas marcações de Tom Henning Ovrebo, que teriam prejudicado a equipe de Guus Hiddink. Drogba apontou seu dedo no rosto do árbitro norueguês, e chegou a dizer que aquilo era uma “desgraça”, seguido de palavrões para as câmeras de televisão.

“Vocês estão vendo isso? É uma desgraça”, disse Drogba à televisão, antes de vociferar palavras obscenas.

A atitude do atacante pode levá-lo a uma suspensão pela Uefa. O capitão da equipe, John Terry, e Hiddink saíram em defesa do jogador, contra uma punição severa da entidade europeia. O treinador admitiu que ele passou dos limites, mas que era uma situação justificável, devido à frustração da eliminação.

“As pessoas estão dizendo que não deveríamos ter reagido dessa maneira, mas o fato é que seis decisões foram contra nós. Para o juiz não dar uma deles, é estranho”, disse Terry. “Apoio completamente Didier. O árbitro é quem deve encarar as conseqüências.”

A Uefa aguardará o relatório de Ovrebo sobre a partida, antes de decidir que atitude será tomada na situação.