Aproveitando a pausa nos campeonatos para a Data Fifa, Gerrard e Carragher decidiram chamar uns amigos para uma partida no Anfield. Nada demais, apenas atletas como Suárez, Fernando Torres, Henry, Drogba, Balotelli… O resultado final foi de 2 a 2 entre os amigos de Stevie G e Carra, e o que não faltou foram cenas de encher os olhos. Desde lances no gramado a até a festa dos Reds na arquibancada.

VEJA TAMBÉM: 1º gol de Gibraltar em competições oficiais saiu e foi marcado por um policial

A partida marcou o reencontro da torcida do Liverpool com alguns de seus antigos ídolos. É verdade que o carismático Peter Crouch não foi convidado – ele até reclamou no Twitter -, mas outras estrelas estiveram de volta ao Anfield. Os presentes no estádio puderam, por exemplo, testemunhar uma dupla de ataque formada por Suárez e Torres, que não rendeu gols no jogo, mas lembrou os Reds de tempos muito prolíficos no ataque do time.

O Niño, aliás, teve uma recepção talvez melhor do que esperava. Em certo momento do jogo, a Kop, setor mais popular e tradicional do Anfield, começou a cantar a antiga canção em homenagem ao espanhol. Havia uma certa incógnita sobre como o atacante, que deixou o time para defender o Chelsea, em 2011, seria tratado neste retorno festivo, mas os Reds provaram que a gratidão por o que ele fez nos quatro anos no Liverpool é bem maior do que a frustração por aquela mudança.

Anúncio de alguns dos convidados para a partida
Anúncio de alguns dos convidados para a partida

O jogo era de Gerrard e Carragher, mas o brilho mesmo veio dos convidados. O primeiro a brilhar foi Balotelli, que, aos nove minutos, abriu o placar para a equipe de Carragher com um belo chute colocado, que o goleiro Jones não conseguiu parar. Pouco tempo depois, Drogba ampliou, deixando o arqueiro no chão. Com dois gols de pênalti, Gerrard empatou e decretou o placar em 2 a 2.

No entanto, não foi nenhum dos belos gols do time dos amigos de Carragher que acabou como o grande lance do jogo. Essa honra ficou mesmo  com Henry. Recentemente aposentado, o craque francês, que defendeu a equipe de Gerrard no jogo deste domingo, reproduziu seu clássico passe com o pé de apoio, deixando Ryan Babel em condições perfeitas para marcar. O holandês nunca teve muita classe. Reforçou essa imagem perdendo o gol feito. Ainda assim, não tirou o brilho da genialidade de Henry. Confira abaixo o lance:

O jogo teve também um certo caráter de despedida de Gerrard para parte de alguns torcedores, que normalmente não conseguem ingressos para jogos oficiais. Caso você tenha estado em coma, o camisa 8 irá para os Estados Unidos ao fim da temporada, defender o LA Galaxy. Essa foi, portanto, a última vez que alguns dos presentes no Anfield tiveram para ver seu ídolo ao vivo. Uma cerimônia especial que ganhou ainda mais pompa com a qualidade de seus convidados, como você pode ver nos gols do jogo, abaixo.

A ovação a Suárez e Torres e o canto dos torcedores para o espanhol: