Sempre difícil saber qual Crystal Palace entrará em campo. O que venceu quatro jogos seguidos ou o que perdeu cinco – agora seis. O que consegue se colocar na parte de cima da tabela ou o que se acomoda na metade dela. Nesta quinta-feira, foi o primeiro. Fez jogo duro contra o Manchester United, que precisou da qualidade de Marcus Rashford para vencer por 2 a 0.

Rashford se tornou a pessoa mais jovem a receber o título de doutor honoris causa da Universidade de Manchester, pelo seu papel no recuo do governo britânico que planejava suspender um programa de vouchers de refeições gratuitas para estudantes carentes, deu uma aula para ajudar a construir uma vitória essencial aos Red Devils.

Após o tropeço contra o Southampton, e com as vitórias de Chelsea e Leicester na 36ª rodada, o Manchester United não poderia deixar mais pontos pelo caminho para se manter próximo das quatro primeiras colocações.

A briga por vaga na Champions League segue eletrizante. O Chelsea é terceiro colocado com 63 pontos. Leicester e Manchester United aparecem na sequência, com 62 cada, e vantagem de três gols para as Raposas no saldo. E sabe qual é a última rodada? Leicester x Manchester United.

Zaha exigiu defesa de David de Gea logo no comecinho do jogo, e Greenwood desperdiçou uma chance muito clara ao pegar na orelha da bola. De Gea teve que trabalhar novamente depois de Lindelöf afastar direto aos pés de Jordan Ayew.

Aos 46 minutos, Bruno Fernandes, que parece estar envolvido em todas as ações ofensivas do Manchester United desde que foi contratado, encontrou Rashford na entrada da área. O garoto não dominou bem em um primeiro momento, mas manteve o controle da bola. Com um único toque, limpou Joel Ward e Patrick van Aanholt antes de completar de chapa no canto: 1 a 0, com muita classe.

Milivojevic colocou uma cobrança de falta no ângulo, mas De Gea conseguiu buscar, em sua terceira defesa decisiva apenas no primeiro tempo. O Palace ainda reclamou – com alguns méritos – de um pênalti não marcado de Lindelöf em cima de Zaha antes do intervalo.

No recomeço, o Palace até conseguiu empatar. Zaha fez a jogada pela esquerda e bateu rasteiro. Lá no outro lado, Ayew apareceu para completar, mas estava milimetricamente impedido. Rashford respondeu com um toque para trás, encontrando Bruno Fernandes livre na marca do pênalti. O português bateu com gosto na bola e acertou a trave.

O Manchester United conseguiu matar o jogo na transição, quando Bruno Fernandes deu outro bom passe para Rashford, que ajeitou de primeira para deixar Martial na cara do gol. Zaha ainda teve a oportunidade de fazer o gol de honra do Palace, ao girar na intermediária e avançar livre, mas De Gea fez outra grande defesa.

Nota 10 para ele e para Rashford.

.

.

Classificações Sofascore Resultados

.

.