O Borussia Dortmund parecia próximo de fechar um ótimo negócio nesta janela de transferências. As conversas com Axel Witsel estavam avançadas e os aurinegros aguardavam a chegada do meio-campista para os exames médicos. Pela aquisição, pagariam a módica cláusula rescisória de €20 milhões. No entanto, a transferência não deve ser tão simples. Segundo informações do Bild, o Tianjin Quanjian estaria bloqueando a compra. O periódico afirma que a diretoria alemã estuda até mesmo acionar a Fifa por causa do imbróglio.

Witsel encaminhou o seu acordo pessoal com o Dortmund e o anúncio oficial parecia questão de dias. Mas, conforme o jornal, o Tianjin Quanjian se recusa a vender o jogador ao Dortmund. O clube aponta que a cláusula só poderia ser acionada durante a janela de transferências do Campeonato Chinês, que está fechada. Em contrapartida, segundo a imprensa inglesa, os chineses estariam buscando outro comprador para o volante, com o Manchester United surgindo entre as possibilidades. Assim, os aurinegros pensam em entrar na justiça, já que o Quanjian não estaria cumprindo critérios básicos do contrato.

Questionado sobre o negócio nesta semana, o técnico Paulo Sousa garantiu que Witsel voltará ao Quanjian, após as férias ampliadas por conta da participação na Copa do Mundo. “Não há novidades sobre a transferência, tanto do clube quanto do jogador. Talvez exista alguma cláusula especial no contrato, mas qualquer negócio deve ser feito no início da janela de transferências”, apontou o comandante. Oitavo no Campeonato Chinês, o Quanjian segue vivo na Liga dos Campeões da Ásia e enfrentará o Kashima Antlers nas quartas de final.

Caso vá mesmo ao Borussia Dortmund, Witsel seria um belíssimo acréscimo para o time se tornar mais competitivo. O valor é relativamente baixo ao meio-campista de 29 anos, que apresentou um bom nível durante a Copa. Além de retornar a um clube importante do futebol europeu, o belga estaria interessado também em morar próximo de seu país natal, a menos de 200 km da cidade onde nasceu. Até o momento, o BVB fechou seis reforços: Abdou Diallo, Thomas Delaney, Marwin Hitz, Eric Oelschlägel, Marius Wolf e Achraf Hakimi. Witsel seria, enfim, um nome de peso como resposta às perdas importantes sofridas nas últimas temporadas.