A Fórmula 1 é um dos principais eventos esportivos do mundo. Mesmo vivendo uma crise de popularidade, ainda está entre as competições que atraem maior audiência global e movimenta fortunas. Mas a empresa que a controla está disposta a vendê-la. Tarefa para peixe grande. Aí aparece Stephen Ross, dono do Miami Dolphins.

Veja a nota completa no Extratime