Uma letra pode fazer toda a diferença. E, a dois torcedores do Liverpool, trocar um “k” por um “t” os deixou a 150 quilômetros de distância do local onde realmente deveriam estar. Genk e Gent são duas cidades da Bélgica, que possuem dois clubes importantes na primeira divisão local. Nesta quarta-feira, o Liverpool enfrentou o Genk pela Champions League. Pois o erro foi esse mesmo que você já supõe: os dois ingleses compraram passagens para Gent e acabaram perdendo o jogo por causa da trapalhada. Ao menos, terão um prêmio de consolação.

A história, contada pela imprensa belga, seria digna de uma esquete de comédia. Rob (de Londres) e Lee (de Leicester) compraram previamente as entradas ao jogo da Champions, mas não repararam que as passagens de trem iam à cidade errada. Viajaram à Bélgica horas antes que o duelo começasse e, ao descerem em Gent, até estranharam a falta de movimento. Mas foi cerca de uma hora antes da partida que eles perceberam o real entrave, quando já não tinham tempo hábil de ir até Genk, num trajeto de duas horas. Acabaram vendo a goleada dos Reds por 4 a 1 num bar local e aceitaram o prejuízo de €220 cada, entre a viagem e os ingressos.

“Quando chegamos, não vimos nenhum torcedor do Liverpool, o que despertou nossas suspeitas. Então, estávamos sentados jantando, quando falamos com um garçom sobre a partida. ‘Vamos jogar com vocês nesta noite’, dissemos. Ele respondeu que não, não iríamos. Foi então que percebemos o erro. Tínhamos tomado algumas cervejas, então não dava para dirigir. Mesmo se entrássemos em um táxi, não daria tempo”, contou Rob, à BBC. “Vimos o jogo num bar irlandês, com um monte de gente bacana e foi realmente divertido acompanhar na TV. Mas, da próxima vez, pediremos a outra pessoa planejar a viagem”.

O causo viralizou na Bélgica e chegou até os ouvidos do Gent. Então, o clube soube como capitalizar a situação: aproveitou a desilusão dos ingleses e os chamou para assistirem ao duelo desta quinta-feira pela Liga Europa, contra o Wolfsburg. O convite não chegou a tempo, com ambos de volta à Inglaterra. No entanto, a cortesia foi reiterada para que voltem ao país em janeiro e tenham uma aula de geografia in loco durante o Gent x Genk pelo Campeonato Belga. “Duvido que receberemos as chaves da cidade, mas podemos voltar como celebridades”, brincou Rob. Resta o bom humor.