A Coreia do Sul venceu o Japão por 2 a 0 na disputa pelo terceiro lugar nesta sexta e conseguiu mais do que a primeira medalha de bronze da modalidade. A vitória permite aos jogadores sul-coreanos serem dispensados do serviço militar obrigatório.

Na Coreia do Sul, os jovens precisam se alistar no exército e podem ter que servir por até dois anos. Os salários não são altos, o que também não incentiva os jovens a se empolgarem com a ideia. Os atletas que ganham medalha de ouro nos campeonatos asiáticos ou uma medalha de qualquer cor nas Olimpíadas são dispensados de ter que servir o exército.

Os sul-coreanos mostraram terem entrado mais ligados em campo e foram ligeiramente mais perigosos desde o início do jogo. O gol no fim do primeiro tempo premiou o melhor rendimento do time sul-coreano e permitiu ao time jogar com mais segurança na defesa e saindo em velocidade.

Foi dessa forma que a Coreia do Sul chegou ao gol que garantiu a vitória. Em um ataque em velocidade pelo meio, coroando uma boa atuação do meio-campista Koo. O Japão ainda teve um gol bem anulado no final do jogo depois de um escanteio, por uma falta sobre o goleiro Jung.

A Coreia do Sul conquista a sua primeira medalha no futebol e, de quebra, conquista a liberdade dos serviços militares para os jogadores do time. Duas conquistas em uma. Difícil saber qual delas os jogadores sul-coreanos comemoraram mais.

Destaque do jogo

A segurança da Coreia do Sul foi fundamental para a vitória. O time não deu muitos espaços para o Japão e seus atacantes de velocidade e congestionou o meio-campo. A criação de jogadas dos japoneses ficaram prejudicada e os sul-coreanos aproveitaram para vencer.

Momento chave

O primeiro gol dos sul-coreanos, aos 38 minutos do primeiro tempo, permitiu que o time pudesse ter uma postura mais cautelosa e obrigasse o Japão a se virar em meio a uma forte marcação no meio-campo. Foi assim que o time chegou ao segundo e decisivo gol na partida.

Os gols

37’/1T: GOL DA COREIA DO SUL! Lançamento para Chuyoung Park, que avança e chuta cruzado para abrir o placar em Cardiff.

11’/1T: GOL DO COREIA DO SUL! Depois de outro lançamento longo, o capitão Jacheol Koo ganha disputa contra a defesa japonesa e chuta no canto para ampliar o placar para 2 a 0.

Curiosidade

A Coreia do Sul tem uma hegemonia histórica contra o Japão. Nos 65 jogos disputados, contando apenas as seleções adultas, são 34 vitórias sul-coreanas contra apenas 11 do Japão.

Ficha técnica

Coreia do Sul 2×0 Japão

Local: estádio Millenium, em Cardiiff (GAL)
Data: 10/ago, sexta-feira
Árbitro: Ravshan Irmatov (UZB)
Gols: Chuyong Park aos 38’/1T, Jacheol Koo aos 11’/2T (Coreia do Sul)
Cartões Amarelos: Jaesuk Oh, Sungyueng Ki, Bokyung Kim, Jacheol Koo (Coreia do Sul), Takahiro Ohgihara, Yuki Otsu, Kenyu Sugimoto (Japão)

Coreia do Sul
Sungryoung Jung; Jaesuk Oh, Sukyoung Yun, Younggwon Kim e Seokho Hwang; Sungyueng Ki, Bokyung Kim, Dongwon Ji (Taehee Nam aos 24’/2T), Jacheol Koo (Keehee Kim aos 45’/2T) e Jongwoo Park; Chuyoung Park (Hyunsung Kim aos 41’/2T). Técnico: Myung Bo Hong

Japão
Shuichi Gonda; Hiroki Sakai, Yuhei Tokunaga, Maya Yoshida e Daisuke Suziki; Takahiro Ohgihara (Kazuya Yamamura aos 14’/2T), Hotaru Yamaguchi, Hiroshi Kiyotake e Keigo Higashi (Kenyu Sugimoto aos 17’/2T); Yuki Otsu e Kensuke Nagai (Takashi USami aos 36’/2T). Técnico: Takashi Sekizuka