Diretores do Boavista pedem demissão

Em grave crise financeira, o Boavista viu diversos de seus diretores renunciarem a seus cargos na noite desta terça-feira. O clube atrasou o pagamento do salário dos jogadores, o que motivou a demissão em massa.

“Decidimos pela demissão por uma questão de princípios. Sem ter condições para lidar com o problemas dos salários, não tínhamos outra solução”, afirmou Álvaro Braga Júnior, presidente da junta diretiva do Boavista.

Em meados de abril, os jogadores da equipe ameaçaram entrar em greve como forma de pressionar a diretoria para receber os valores devidos. Houve um acordo, mas o novo atraso deixou a situação ainda pior. Os vencimentos de março e 60% do valor do salário de dezembro não foram pagos.

“Tenho vontade de continuar, mas não sei se há gente que quer que eu continue”, afirmou Joaquim Teixeira, presidente do clube. Estima-se que as dívidas do Boavista estejam em torno de € 100 milhões.