O Gondomar é um clube pequeno nas proximidades da cidade do Porto, que atualmente disputa a terceira divisão portuguesa, e, em 2031, será campeão da Champions League. Pelo menos no Football Manager de Diogo Jota, atacante do Wolverhampton. E com um detalhe muito interessante: ele próprio, aos 34 anos, cobrou o pênalti decisivo na final.

O site oficial do Football Manager inaugurou uma série que entrevistará jogadores famosos e viciados, chamada “Por que amo o FM”, e passará ao público relatos de seus grandes feitos, jovens favoritos, táticas e estratégias.

Jota contou que escolhe o Gondomar porque é o seu clube de infância, mas também jogou com o Paços de Ferreira. Como é fã do game desde 2008, porém, já teve vários empregos. Ele se gaba de controle financeiro e, além dos relatórios dos olheiros, gasta muito tempo analisando os atributos dos jogadores.

No seu último save com o Gondomar, ele prometeu a si mesmo que não pararia de jogar até que o pequeno clube se tornasse o melhor da Europa. Construiu um novo estádio, dominou o futebol local e, finalmente, conseguiu a maior glória em 2031.

“Meu primeiro título foi em 2023/24, quando ganhei a Copa de Portugal, e em 2024/25, um título europeu também. O primeiro título português foi em 2025/25. O maior feito foi ser coroado Rei da Europa, em 2030/31. No total, eu ganhei cinco Supercopas de Portugal, três ligas portuguesas, três Copas de Portugal, quatro títulos europeus e um Mundial de Clubes”, afirmou.

O jogo durou 13 anos e meio, até vencer o Mundial de Clubes. No meio do caminho, tornou-se treinador da França e se auto-contrato, em janeiro de 2031. “Bem a tempo de mais importante campanha do save. Eu marquei o pênalti decisivo da disputa que nos sagrou campeões da Europa em maio. Que momento!”, contou.

Diogo Jota ainda tem 22 anos e está longe da aposentadoria. Mas, se decidir virar treinador no futuro, acredita que o Football Manager pode ajudá-lo. “Por causa da variedade de coisas, da observação de jogadores aos treinamentos e bolas paradas”, disse. “(Também gosto) porque, como o time viaja muito, é um bom jeito de passar o tempo no ônibus ou no trem ou no avião, então eu simplesmente amo jogar Football Manager”.