A ÖFB (federação austríaca de futebol) emitiu uma nota na terça-feira confirmando que o treinador Dietmar Constantini pediu demissão.

“Em nome de todo o futebol austríaco, quero agradecer a Didi Constantini pelo seu empenho “, disse o presidente da ÖFB, Windtner. “Apesar de não termos atingido os resultados que pretendíamos, ele reanimou a equipe e revelou vários jogadores jovens para o time.”

 

“Foi um período agradável e o que mais me satisfaz é que fomos capazes de recuperar o entusiasmo dos torcedores em torno da selecção. Para mim, é que define o meu mandato. Quero agradecer aos meus colaboradores e a todos os funcionários da ÖFB”, disse Constantini.

Na semana passada, a ÖFB emitiu um comunicado afirmando que não renovaria o contrato de Dietmar Constantini e, com isso, o treinador ficaria no cargo até dezembro. O anúncio aconteceu por conta da eliminação da Áustria na Eurocopa, após a derrota por 6 a 2 para a Alemanha e o empate sem gols com a Turquia.

No comando da Áustria desde 2009, Constantini comandou a seleção em 23 jogos (sete vitórias, três empates e 13 derrotas). Na carreira, ele também teve passagens por Áustria Viena, Mainz, entre outros clubes. 


Os comentários estão desativados.