Diante de um Chile que não sabia o que fazer, Soteldo decidiu e deu primeira vitória à Venezuela

Com posse de bola e sem ideias, Chile foi derrotado pela Venezuela em Caracas e perde pontos importantes na disputa por vaga na Copa

A Venezuela conseguiu uma vitória importante nesta quarta rodada das Eliminatórias da Copa. Jogando em casa, a seleção Vinotinto venceu o Chile por 2 a 1, em uma partida que os dois jogaram muito pouco. Com dois gols que saíram no começo do primeiro tempo, um para cada lado, o tento que decidiu a partida veio dos pés de Yeferson Soteldo, que fez uma grande jogada para o gol de Salomón Rondón.

[foo_related_posts]

Logo aos nove minutos do primeiro tempo, a Venezuela conseguiu abrir o placar. Darwin Machís cobrou falta do lado direito para a segunda trave, Yangel Herrera tocou de cabeça para o meio e Luis Mago tocou, também de cabeça, completar para o gol: 1 a 0. Foi o primeiro gol venezuelano nestas Eliminatórias. Curiosamente, o lateral atua no futebol chileno, pela Universidad de Chile.

O empate do Chile não demoraria para vir. Seis minutos depois de sofrer o gol, em uma jogada pela direita, Mauricio Isla cruzou rasteiro para a área, a bola tocou na zaga e sobrou para Arturo Vidal, que tocou para empatar o jogo em 1 a 1. O meio-campista chegou a 16 gols em Eliminatórias, mesmo número de Alexis Sánchez, a um gol do maior artilheiro chileno na competição, Iván Zamorano.

O primeiro tempo foi horripilante. Os dois times jogaram pouquíssimo futebol. O Chile, com seus 61% de posse de bola, pouco fizeram. O gol de Vidal foi a única finalização no alvo. Nenhum dos dois times merecia mais do que já tinha conseguido.

Veio o segundo tempo e uma ligeira melhora das equipes. Bem ligeira. Isla foi participativo, a melhor opção de ataque pelos lados do campo no time chileno. O time comandado por Reinaldo Rueda parecia depender de um momento de genialidade de Alexis Sánchez, ou quem sabe de Vidal. Mas não foi o que aconteceu. Felipe Mora, o centroavante do time a partida, foi apagado. Assim como Jean Menezes.

O jogo parecia devagar, caminhando firme rumo a um insosso empate. Até que, aos 36 minutos, em um contra-ataque iniciado por Soteldo, que tinha entrado 10 minutos antes, o atacante do Santos avançou pela direita e cruzou rasteiro. Rondón apareceu como o centroavante que é e marcou o gol: 2 a 1.

O Chile passou a pressionar nos minutos seguintes, mas foi uma tentativa desesperada: balões para a área, tentativas com a bola atravessando algumas vezes a área venezuelana. O time da casa se segurou, sem conceder grandes chances ao rival. Ao final do jogo no Estádio Olímpico da UCV (Universidad Central de Venezuela), o time da casa celebrou os primeiros três pontos nas Eliminatórias, que dão ao menos um fio de esperança aos venezuelanos de chegarem ao próximo Mundial.