O Brighton conseguiu uma grande vitória neste domingo pela Premier League. Diante do Arsenal, o time venceu por 2 a 1, com um primeiro tempo em que foi amplamente superior ao time de Londres. Aproveitando o mau futebol do time comandado por Arsène Wenger, o Brighton, que veio da segunda divisão, foi voraz no início de jogo, a ponto de ser melhor em praticamente todo o primeiro tempo.

LEIA TAMBÉM: Hazard: De Bruyne é o melhor da temporada na Premier League, Salah e Kane em seguida

Logo a sete minutos de jogo, o Brighton já conseguiu abrir o marcador. Em cobrança de escanteio, a bola pipocou na área e Lewis Dunk marca 1 a 0, aproveitando rebote dentro da área. Só que depois do gol, o Brighton não arrefeceu e se jogou no campo de defesa para defender. O time continuou melhor jogando em casa, enquanto via um Arsenal que parecia não saber o que fazer em campo.

Foi assim que aproveitando um erro na saída de bola dos Gunners, veio o segundo gol. Recuperada a bola, Pascal Gross recebeu no lado direito e fez um cruzamento preciso no centro da área para Glenn Murray subir de cabeça com liberdade e cabecear longe de Petr Cech: 2 a 0 para o Brighton no Amex Stadium.

O que se via em campo era um time sufocando o outro e esse time era o Brighton. O Arsenal não parecia preparado para lidar com uma pressão tão grande do time rival. Talvez esperasse um time mais postado defensivamente, com a defesa mais funda, mas o que se viu não foi isso.

O Arsenal teve a bola, terminou com 68% de posse, mas pouco fez para ameaçar, de fato, o gol. Só o fez no final do primeiro tempo, quando conseguiu o seu gol no jogo. Em uma jogada pela esquerda, Xhaka teve liberdade, tocou para o meio e Aubameyang desviou para marcar, diminuindo o placar para 2 a 1. Pouco depois, ainda conseguiria uma bola na trave com Mkhitaryan. E foi só.

O segundo tempo foi uma demonstração triste da incapacidade do Arsenal em conseguir atacar um adversário bem posicionado. Na quinta-feira, o time armado por Wenger foi ofensivo contra o Manchester City, mas tomou três gols em pouco mais de 30 minutos. Um massacre na sua defesa. Desta vez, nem conseguiu ser ofensivo, mas tomou dois gols também.

O Brighton conquista três pontos importantes na disputa por uma vaga na Premier League, cada vez mais distante da zona do rebaixamento. O time é 10º na tabela neste momento, com 34 pontos, sete pontos acima do Crystal Palace, primeiro time na zona do rebaixamento.

O Arsenal perdeu seis dos últimos oito jogos disputados. Uma marca que nunca tinha acontecido desde que Wenger assumiu o comando da equipe e que parece reforçar os pedidos pela sua saída. Alguns pediam que ele deixasse a equipe ao final da temporada. Agora, os pedidos pela sua demissão imediata aumentam. Difícil imaginar que o Arsenal fará isso com um profissional que está lá desde 1996. Mas parece difícil que ele continue além desta temporada. A era Wenger vai chegando a um melancólico fim.