Roberto Di Matteo não descarta uma mudança no ataque do Chelsea para o jogo decisivo contra a Juventus, pela Liga dos Campeões. E o mais cotado para pagar o preço da sequência ruim é Fernando Torres. O espanhol só não foi titular em um jogo do clube na temporada, mas anotou apenas um gol nos últimos sete jogos.

“Se estou preparado para deixar Torres de fora na terça-feira? Iremos avaliar toda a equipe e ver como estão, como se recuperaram. Muitos jogadores só voltaram na quinta à noite ou na sexta dos jogos internacionais. Veremos qual será o certo para enfrentar a Juventus. Se eu acreditar que o certo for tirar Torres, então o farei”, declarou.

O Chelsea ocupa a segunda colocação do Grupo E da Liga dos Campeões, com sete pontos, e ficará fora da zona de classificação para as oitavas de final em caso de derrota. Já na Premier League, os Blues caíram para a terceira colocação, conquistando apenas dois pontos nos últimos quatro jogos.

O técnico também se queixou do desempenho defensivo dos Blues: “Penso que o time precisa ser melhor na defesa. Não podemos defender com apenas um jogador, mas com todo o time atuando coletivamente. Precisamos de organização ofensiva e talvez eu tenha que mudar. Nós temos gente no meio de campo, o sistema 4-2-3-1 nos ajudou, mas talvez precisamos fazer algo diferente em termos individuais”.

Por fim, Di Matteo comentou a sequência ruim em novembro, algo recorrente no Chelsea: “É difícil de explicar, porque já são três anos consecutivos. Você está no topo, tem bons jogadores – que jogam a cada três ou quatro jogos. A quantidade de partida pode os afetar, mas não é só isso. É um momento difícil, em que você precisa dar confiança ao elenco”.