O fim de ano não poderia ser mais espetacular ao Liverpool. A sofrida classificação aos mata-matas da Liga dos Campeões proporcionou uma emoção ímpar à torcida. Ainda assim, os Reds preferem a tranquilidade oferecida pela soberania na Premier League. Registrando marcas históricas no Campeonato Inglês, agora o clube desfruta também uma merecida vantagem na primeira colocação. Enquanto o Manchester City não consegue manter o ritmo, o time de Jürgen Klopp continua devastando os seus adversários. Neste Boxing Day, recebeu o Newcastle em Anfield e não teve piedade: goleou por 4 a 0, em resultado que amplia a diferença dos líderes no topo da tabela, graças à vitória do Leicester sobre os Citizens.

O Liverpool não demorou a se impor contra o Newcastle, mesmo que os alvinegros tenham criado a primeira chance em Anfield. A resposta viria logo na sequência e, aos 11 minutos, saiu o primeiro gol. Após cobrança de escanteio, a zaga não conseguiu afastar e a bola sobrou a Dejan Lovren. Feito um centroavante, o croata pegou em cheio, anotando um golaço. Apesar do amplo domínio da posse de bola, os Reds não eram tão agressivos. A melhor chance de ampliar antes do intervalo aconteceu aos 44, em cobrança de falta de Xherdan Shaqiri, que desviou no meio do caminho e forçou uma defesaça de Martin Dúbravka.

 

Somente no segundo tempo  é que o Liverpool construiu sua goleada. Aos três minutos, Mohamed Salah sofreu um pênalti discutível, que ele mesmo cobrou para aumentar. Os Reds ocupavam o campo de ataque e nem pareciam forçar tanto as jogadas. Quando resolveram forçar, anotaram os gols sem problemas. Dúbravka ia evitando o pior, até que o terceiro saiu aos 34, em excelente troca de passes. A bola rodou de um lado para o outro, até que Trent Alexander-Arnold cruzasse para Shaqiri escorar. Por fim, Fabinho daria números finais ao triunfo. O brasileiro saiu do banco e, em escanteio cobrado por Salah, concluiu de cabeça às redes. Praticamente um espectador ao longo da tarde, Alisson só apareceu nos acréscimos e garantiu a meta invicta com uma ótima defesa.

O Liverpool chega aos 51 pontos na Premier League, um desempenho devastador ao final do primeiro turno. São seis pontos de vantagem sobre o Tottenham, novo vice-líder, e sete em relação ao Manchester City, agora na terceira colocação. Além disso, os Reds possuem o segundo melhor ataque e, com sobras, a melhor defesa da competição. Os méritos à campanha histórica são evidentes. Ao Newcastle, restará lutar contra a degola. Apesar da boa sequência recente, o time é o 15° colocado, a cinco pontos do Z-3.


Os comentários estão desativados.