Lendas são lendas e desse assunto o Manchester United entende bem. Contando com dois dinossauros em sua equipe, os Red Devils chegaram ao 20º título inglês (o 12º desde 1993, quando a Premier League foi instaurada) com a vitória por 3 a 0 diante do Aston Villa, em Old Trafford.

No Teatro dos Sonhos, mais uma página gloriosa da parceria entre Sir Alex Ferguson e Ryan Giggs foi escrito no campeonato inglês. Os adversários precisam reconhecer e respeitar a história escrita pelos dois. A começar pela parceria entre o escocês e o galês, que colecionam 13 títulos cada na Premier League desde que Giggs chegou ao clube, em 1990. Fergie é o comandante desde 1986, mas precisou esperar até 1990 (que coincidência) para levantar a sua primeira taça, da Copa da Inglaterra, contra o Crystal Palace.

Nesta campanha do 20º título, o veterano de 39 anos disputou 19 partidas, incluindo esta diante do Villa, onde deu duas assistências para Van Persie. Dentro dessas 19 aparições, Giggs marcou dois gols.

Do início ao fim

O lateral-esquerdo Patrice Evra é o detentor da marca de mais minutos disputados pelo United nesta edição da Premier League. Com 2790 em sua conta, o francês não larga a posição nem por decreto antes da aposentadoria. Até lá, segue dando assistências e revidando as provocações de Suárez, que lhe ofendeu de forma racista em 2011. A vingança nunca é plena, mas pode ser divertida.

A liderança

Importante lembrar que desde a 10ª rodada o United está na ponta do campeonato. Perdeu o posto apenas na 12ª, quando o rival City ultrapassou. Fato que não durou até a jornada seguinte, quando os Red Devils venceram o Queens Park Rangers (descanse em paz).

A fortaleza

Fazendo do Old Trafford sua fortaleza, o Manchester é dono de um retrospecto interessante. São 15 vitórias com a de hoje, nenhum empate e duas derrotas, para Tottenham e Manchester City, no dérbi da semana passada.

O fominha

Calma, não vamos acusar Michael Carrick de não tocar a bola para os companheiros. É que o volante esteve presente em 30 das 34 partidas do United na competição. Ao lado de Evra, foi quem mais fez parte da escalação de Fergie.

O indisciplinado

Wayne Rooney foi perdendo o posto de estrela maior do elenco e TALVEZ, isso possa ter afetado um pouco no seu desempenho e na sua paciência. Autor de 12 gols na Premier League, o Shrek também levou sete cartões amarelos. Calma, cara!

O matador

Van Persie chegou para somar, e não para dividir, de acordo com a sabedoria popular. E nessa premissa, o holandês conseguiu se adaptar rapidamente ao clima de Manchester. Artilheiro do campeonato com 24 gols, sendo três deles contra o Aston Villa no jogo do título, RVP marca quando quer, diria a torcida dos Red Devils.

Números objetivos

Faltam quatro jornadas para o fim da Premier League. E ainda sim a marca do United é bem interessante. 34 jogos, 27 vitórias, 3 empates e 4derrotas. 78 gols marcados (2,29 por jogo) e 35 sofridos. A melhor defesa segue sendo a do City com 30 sofridos.

Van Persie comemora gol que deu a vitória contra o City em dezembro de 2012
Van Persie comemora gol que deu a vitória contra o City em dezembro de 2012
Jogos-chave

A primeira derrota
Rodada 1- Everton 1×0 Manchester United – Goodison Park (20/08/2012)

Os Toffees acertaram tudo, encaixaram um jogo excelente diante dos visitantes e saíram com a vitória em Liverpool. Marouane Fellaini, dono do penteado mais irreverente da Premier League, marcou para o Everton. E foi só.

A primeira vitória
Rodada 2- Manchester United 3×2 Fulham – Old Trafford (25/08/12)

A partida ficou marcada pela lesão de Wayne Rooney, que ganhou um corte profundo na perna em dividida com Hugo Rodallega acabou com vitória de virada dos mandantes em Old Trafford. Marcaram Van Persie, Kagawa e Rafael.

O clássico
Rodada 16 – Manchester City 2×3 Manchester United – Etihad Stadium (9/12/12)

Van Persie resolveu as coisas para o United na casa do adversário nos acréscimos. Quando tudo caminhava para o empate, o holandês foi às redes e frustrou a torcida local. A vitória diante do arquirrival foi providencial para consolidar a liderança na tabela. Aí, os Citizens já sabiam que teriam de remar muito para alcançar os Red Devils. Então, não deu…

A goleada
Rodadas 4, 21 e 28 – Manchester United 4×0 Wigan, Wigan 0x4 Manchester United e Manchester United 4×0 Norwich

O Wigan parece ter gostado de levar quatro gols do United. Tanto que repetiu a façanha nas duas vezes em que encontrou o oponente. Outro que sofreu nas mãos dos Red Devils foi o Norwich, que assistiu ao japonês Shinji Kagawa dar um show e marcar três vezes.

O jogão
Rodada 19 – Manchester United 4×3 Newcastle – Old Trafford (26/12/12)

O presente de natal dos comandados de Ferguson para a sua torcida foi nada mais nada menos que um jogo maluco contra o Newcastle, em Manchester. Os Magpies saíram na frente com Perch e tudo levou a crer que teríamos uma festa dos visitantes. Evans empatou e quatro minutos depois fez outro contra para colocar os alvinegros novamente em vantagem. Foi aí que Evra, Van Persie e Chicharito entraram em cena para salvar o dia. O mexicano marcou o gol da vitória aos 45 do segundo tempo. Jingle Bell, jingle bell, jingle all the way…