O Real Madrid dominou a Liga dos Campeões nas últimas três temporadas, mas também viveu seus traumas nas competições domésticas. E entre os principais revezes dos merengues está a eliminação na Copa do Rei 2017/18, quando o Leganés fez história ao superar o time de Zinedine Zidane. Muita coisa mudou desde então. Mas, apesar de todos os pesares, os madridistas afastaram seu fantasma contra os pepineros. Nesta quarta, aconteceu a revanche pelas oitavas de final da Copa do Rei. Embora tenham oscilado na noite, os comandados de Santiago Solari encaminharam a classificação, ao conquistarem a vitória por 3 a 0 no Santiago Bernabéu. Vinícius Júnior, que já havia se salvado na derrota contra a Real Sociedad no domingo, desta vez brilhou com um gol e uma assistência, bastante aplaudido pelos torcedores.

Foi um jogo pouco empolgante no Bernabéu. Recheado de reservas, o Real Madrid mais uma vez não apresentou uma postura tão intensa no ataque. Explorava bastante os lados do campo, sem criar tantas oportunidades. E o Leganés foi mais perigoso ao longo do primeiro tempo, especialmente com Martin Braithwaite. Não fosse Keylor Navas, aliás, os rumos da partida seriam diferentes. Aos 37 minutos, o dinamarquês cabeceou firme e o costarriquenho salvou os merengues com uma defesaça. Cinco minutos depois, sairia o primeiro gol dos anfitriões. Álvaro Odriozola foi derrubado dentro da área e, na cobrança do pênalti, Sergio Ramos mandou no cantinho.

 

O Real Madrid melhorou durante o segundo tempo. Encontrava mais espaços e via Vinícius Júnior crescer, incomodando a defesa adversária. O segundo gol saiu aos 23 minutos, a partir de um erro da defesa pepinera. Karim Benzema aproveitou a saída desesperada do goleiro Pichu Cuéllar e rolou para o brasileiro, que também não foi egoísta. Encontrou livre dentro da área o companheiro Lucas Vázquez, que emendou às redes vazias. Por fim, Vinícius deixaria sua marca aos 31. Melhor em campo, Odriozola cruzou da direita e, no segundo pau, o garoto acertou um lindo sem-pulo. Logo depois seria substituído, dando lugar ao estreante Brahim Díaz, e foi ovacionado pelos presentes no Bernabéu. No final, Navas evitaria mais uma vez o tento de honra do Leganés.

Além das dificuldades recentes, outro problema ao Real Madrid é o baixíssimo público no Bernabéu. A má fase afasta os torcedores e, cada vez mais, as arquibancadas parecem entregues ao vazio. A vitória, ao menos, proporciona um pouco de ânimo à sequência. Com a vaga nas quartas de final da Copa do Rei mais próxima, os merengues voltam a se concentrar no Espanhol. Terão um compromisso difícil no final de semana, visitando o Betis no Estádio Benito Villamarín. Uma oportunidade para ratificar a recuperação, após a primeira vitória no ano.


Os comentários estão desativados.