Neste sábado, 30, o futebol feminino de Portugal teve um dia histórico. Benfica e Sporting fizeram o primeiro clássico lisboeta da história da modalidade. As leoas venceram por 1 a 0, com gol da zagueira Joana Marchão cobrando pênalti, e reuniram 15.204 torcedores, recorde absoluto da categoria no país ibérico, que antes era de 12.213.

A partida, que colocou em disputa o troféu Vicente Lucas, teve como principal objetivo arrecadar fundos para as vítimas do ciclone Idai, que atingiu Moçambique no último dia 14 de março, e matou mais de 700 pessoas e atingiu cerca de 2,5 milhões de pessoas na ex-colônia portuguesa, e também no Zimbábue e em Malauí. De acordo com a imprensa portuguesa, foram arrecadados 38 mil euros no evento, que contou com a presença do presidente de Portugal, Marcelo Rebelo de Sousa.

O dérbi entre as duas potências de Lisboa é a terceira ocasião no mês de março na Europa que atinge um recorde nacional. No domingo do dia 17, 60 mil pessoas acompanharam Atlético de Madrid e Barcelona, no Wanda Metropolitano. No domingo seguinte, dia 24, foi a vez da Itália ter a marca anterior batida com 39 mil pessoas no estádio Allianz, para Juventus e Fiorentina. Números que mostram que a popularidade do futebol feminino tem crescido, fator fundamental para a evolução cada vez maior da modalidade.